Travessia

Deputado diz que proporá CPI para investigar serviço de ferry-boat no MA

Parlamentar relatou dificuldades que os usuários enfrentam no serviço de travessia da Baía de São Marcos.

Agência Assembleia

Usuários têm enfrentado dificuldades na travessia
Usuários têm enfrentado dificuldades na travessia (Ferry-boat)

SÃO LUÍS - O deputado Wellington do Curso (PSC) anunciou, na sessão plenária desta quinta-feira (12), que proporá a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar supostas irregularidades no serviço de ferry-boat do Maranhão.

“Vou começar a recolher as assinaturas para abrir essa CPI, porque o que está acontecendo é um verdadeiro absurdo. A população da Baixada Maranhense está sendo humilhada, dia após dia, pelo péssimo serviço oferecido por esses ferry-boats”, afirmou o deputado.

Ele fez um relato das dificuldades que os usuários enfrentam no serviço de travessia da Baía de São Marcos e foi enfático em afirmar que a CPI vai apurar o problema e propor soluções com base em informações sobre o aumento do número de embarcações, a licitação do sistema e sobre projetos de melhoramento da prestação do serviço.

Segundo Wellington, a população está sendo penalizada. "Os problemas se agravam principalmente por conta do número insuficiente de embarcações. São horas intermináveis nas filhas. As pessoas vão para lá durante a madrugada e não conseguem passagem. A população não agüenta mais, porque o problema chegou ao limite. Então, vou pedir apoio a todos os deputados, porque precisamos abrir esta CPI”, ressaltou o parlamentar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.