CONSUMO DAS FAMÍLIAS

Cresce intenção de compras em São Luís e indicador chega à 11ª alta consecutiva

Expectativa de consumo local está pelo 2° mês consecutivo acima da média nacional entre as capitais.

Imirante.com

Segundo a Fecomércio-MA, intenção de consumo das famílias  alcançou 79,8 pontos em abril
Segundo a Fecomércio-MA, intenção de consumo das famílias alcançou 79,8 pontos em abril (Divulgação)

SÃO LUÍS - A Intenção de Consumo das Famílias de São Luís (ICF) manteve a perspectiva de crescimento e alcançou 79,8 pontos em abril. Esta já é a 11ª alta consecutiva do indicador, após ter apresentado avanço de 0,9% na passagem mensal, segundo o levantamento da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Maranhão (Fecomércio-MA).

Apesar de a variação positiva entre março e abril ter sido tímida, a pesquisa mostra que a expectativa de consumo local está, pelo 2° mês consecutivo, acima da média nacional entre as capitais (78,5 pontos) apurada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC). Com a sequência de altas nos últimos meses, o ciclo negativo no consumo doméstico causado pela pandemia está cada vez próximo de se encerrar, de modo que o índice se aproxime cada vez mais da zona de otimismo (100 pontos).

Entre os indicadores que compõem a ICF, a Perspectiva de Consumo e o de Nível de Consumo Atual incentivaram a melhora na passagem mensal, com crescimento de +5,4% e +4,8%, respectivamente. Mesmo com a alta dos preços causada pela inflação, o percentual de consumidores que tinham a intenção de ‘comprar mais’ em abril deste ano cresceu 159%, mais que o dobro, em comparação com abril de 2021, quando apenas 3,1% declaravam estar comprando mais.

“Neste ano, a Semana Santa também colaborou para melhorar um pouco o cenário, em comparação ao mesmo período do ano passado. Com o avanço da política de vacinação em massa, as famílias ludovicenses retomaram gradativamente as comemorações familiares, impulsionando o consumo nesse momento”, analisa o presidente da Fecomércio-MA, José Arteiro.

Compras a prazo

Após 23 meses abaixo da zona de satisfação, o indicador de Compras a Prazo voltou a ficar no ‘azul’ alcançando 100,6 pontos em abril, após crescer +2% na passagem mensal. O percentual de famílias ludovicenses que entendem que o acesso ao crédito está ‘mais difícil’ caiu de 38,4% em abril de 2021, para 31,5 em abril deste ano, ou seja, uma redução de -17,9% que posicionou o indicador em patamar de otimismo.

No comparativo com a média das demais capitais, o desempenho de São Luís também vem se destacando positivamente no acesso ao crédito. Em nível nacional, a pesquisa CNC revela que o indicador de Compras a Prazo estacionou em 81,3 pontos, permitindo observar que o consumidor ludovicense encontra-se em uma situação mais favorável para o financiamento do seu consumo, através de empréstimos ou demais formas de concessão de crédito.

“Com as datas e períodos comemorativos se aproximando, como Dia dos Namorados e São João, nos próximos meses, ter a disponibilidade de crédito para sustentar o patamar do consumo é importante para fomentar a economia local” finaliza José Arteiro.

Perspectiva profissional

Em abril, a visão do consumidor acerca da melhoria profissional para os próximos 6 meses teve recuo de -1,9%, ainda assim, o indicador segue na zona de otimismo com 112,5 pontos. Mesmo com a queda, o cenário deste ano é bem melhor do que o do ano passado, quando neste mesmo período, a Perspectiva Profissional ainda estava em patamar de pessimismo, marcando 88,6 pontos.

Um ponto positivo que o indicador demonstrou para o mês é que mais da metade dos entrevistados (53,2%) declararam que esperam alguma melhora profissional nos próximos meses, um fato que pode ser confirmado com recuperação gradativa dos setores produtivos e a consequente criação de mais postos de trabalho na capital.

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.