Eleições 2022

Aliado de Brandão, Podemos também pode integrar frente de oposição

Presidente do partido no Maranhão, deputado Fábio Macedo, disse que filiados ainda decidirão rumo.

Gilberto Léda/ipolítica

- Atualizada em 03/05/2022 às 08h46
Macedo é presidente do Podemos no Maranhão
Macedo é presidente do Podemos no Maranhão (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Um dos principais aliados do governador Carlos Brandão (PSB), o Podemos pode não apoiar o ex-governador Flávio Dino (PSB) na disputa pelo Senado.

Apenas horas depois de o senador Roberto Rocha (PTB) confirmar a formação uma frente ampla em apoio ao seu nome - integrada por partidos de pelo menos três pré-candidatos a governador - o presidente estadual do Podemos no Maranhão, deputado estadual Fábio Macedo, comentou o anúncio e disse que a siga ainda decidirá em quem votará para senador.

“Analisando o cenário político estadual e a coletiva de imprensa do senador Roerto Rocha, observamos a formação de uma frente ampla e democrática histórica no Maranhão. Nosso partido Podemos irá se reunir breve para tomarmos nossa posição para o Senado", destacou.

Ele reafirmou que, por ora, a única posição definida da legenda diz respeito ao apoio a Brandão.

“O posicionamento já definido e unânime do Podemos  quanto ao cargo de governador é de apoio total e irrestrito do nosso líder e amigo Carlos Brandão na sua reeleição", completou.

Frente - O anúncio de uma frente ampla em apoio ao seu nome para a reeleição ao Senado foi feito por Roberto Rocha em coletiva de imprensa na tarde de segunda-feira (2).

Além do PTB, ele terá o apoio, ainda, de PSD, PL, PDT, PSC, PMN, Agir 36, Republicanos e PROS. Em entrevista, o senador disse que cada partido manterá suas pré-candidaturas ao governo, mas terão somente um candidato ao Senado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.