Chora não, bebê

Roberto Rocha ironiza Flávio Dino com trecho de música

Senador ironizou crítica de Dino ao perdão dado pelo presidente Jair Bolsonaro a Daniel Siveira

Ronaldo Rocha / ipolítica

- Atualizada em 25/04/2022 às 09h21
Roberto Rocha é senador pelo estado do Maranhão
Roberto Rocha é senador pelo estado do Maranhão (Matheus Soares)

SÃO LUÍS - O senador Roberto Rocha (PTB) ironizou o ex-governador Flávio Dino (PSB) com o trecho da música “Chora não, bebê”, do cantor Pablo, depois de o socialista ter criticado o ato presidencial de perdão ao ex-deputado Daniel Silveira.

Em seu perfil em rede social, Dino primeiro classificou o decreto presidencial de "absurdamente nulo” e “escandaloso” e depois falou em golpismo”.

“O decreto presidencial: 1) é ilegal, por desvio de finalidade, violação ao critério dos motivos determinantes e ao rito da Lei 7210/84; 2) é uma proteção indevida a um criminoso condenado por 10 a 1 pelo STF; 3) é o golpismo testando a força da Constituição e das instituições”, disse Dino.

Foi o que motivou a ironia de Roberto Rocha. 

Ele publicou um vídeo com a edição da música, imagens de Dino e do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, em que o magistrado defendia - em outra ocasião -, a figura do decreto de graça presidencial.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.