Eleições 2022

PT de São Luís realiza hoje ato em prol de pré-candidatura de Weverton

Evento demonstra o racha do partido para a disputa eleitoral deste ano; ala governista do PT já declarou apoio ao governador Carlos Brandão.

Carla Lima/Ipolítica

Presidente municipal do PT de São Luís, Honorato Fernandes, é quem comanda ato político do partido a favor da pré-candidatura de Weverton Rocha
Presidente municipal do PT de São Luís, Honorato Fernandes, é quem comanda ato político do partido a favor da pré-candidatura de Weverton Rocha (Honorato Fernandes)

SÃO LUÍS - A direção municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de São Luís promove nesta quarta-feira, 20, encontro local de apoio a pré-candidatura ao governo do Maranhão do senador do PDT, Weverton Rocha. O ato expõe o racha dentro da legenda, cuja direção estadual já declarou apoio ao governador Carlos Brandão (PSB).

O ato de apoio a Weverton Rocha está sendo organizado pelo presidente municipal do PT, ex-vereador Honorato Fernandes, que desde 2021 declarou apoio ao projeto do pedetista de disputar o comando do Palácio dos Leões. 

Fernandes foi preterido pelo grupo comandado pelo governador Flávio Dino (PSB) mesmo depois de ter desistido de disputar a reeleição para a Câmara Municipal para compor a chapa de Rubens Júnior (PT) na disputa pela Prefeitura de São Luís em 2020.

O presidente municipal do PT e toda a sua ala apoiam Rocha e tentam junto a direção nacional deixar o partido na base de apoio do senador do PDT.

No evento desta quarta, estarão presentes além de partido dos membros da sigla, representantes de sindicatos como SindSep e Fetaema.

Outras alas

Enquanto parte do PT vai declarar apoio oficial a Weverton Rocha, a ala governista do partido já fez gesto semelhante a favor da pré-candidatura a reeleição do governador Carlos Brandão.

No início deste mês de abril, a legenda fez ato político para apoiar o nome do ex-secretário de Educação, Felipe Camarão, como candidato a vice-governador na chapa de Brandão.

A divergência do PT maranhense não é novidade. Em anos anteriores como 2010 e 2014, o partido foi rachada para a disputa eleitoral. 

Os movimentos das alas distintas da sigla são atos locais e a definição sobre o apoio do partido será da direção nacional do encontro de táticas eleitorais que deve ocorrer até junho deste ano.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.