Violência sexual

DPCA registra média de um caso de estupro de vulnerável por dia na Região Metropolitana de SL

A equipe da DPCA ainda nesta quarta-feira (23) prendeu um acusado de ter abusado sexualmente de três adolescentes na Grande Ilha.

Imirante.com

- Atualizada em 08/04/2022 às 08h32
A DPCA tem registrado um caso de estupro de vulnerável por dia.
A DPCA tem registrado um caso de estupro de vulnerável por dia. (Foto: Divulgação / PC-MA)

SÃO LUÍS - A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) tem registrado uma média de um caso de estupro por dia. As vítimas são menores de 14 anos. Ainda na manhã de quarta-feira (23) houve a prisão de um homem, nome não revelado, suspeito de praticar o crime de estupro de vulnerável na Grande Ilha.

Leia também em:

Homem suspeito de estupro de vulnerável é preso em Paço do Lumiar

DPCA registra 49 inquéritos de estupro de vulnerável este ano

A polícia informou que a prisão foi em cumprimento de ordem judicial. O detido é acusado de ter abusado sexualmente de três vítimas e sendo que todas com menos de 14 anos de idade. Ele foi apresentado na sede da DPCA, na Beira-Mar, onde prestou esclarecimentos sobre o caso e, logo após, encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

A delegada Pollyanne Costa ressalta que três mandados de prisão pelo crime de estupro de vulnerável foram cumpridos em um intervalo de uma semana. Dois dos casos, os suspeitos mantinham relações sexuais com meninas de 12 e 10 anos. Uma das vítimas acabou engravidando em decorrência da violência sexual.

A delegada Bianca Almada expôs que há uma união de esforços que visa combater os crimes contra a dignidade sexual dos vulneráveis. A Secretaria de Segurança Pública e o Ministério Público também estão se mostrando sensível a causa. “Temos representando por dezenas de prisões preventivas. Os promotores e juízes estão mostrando sensibilidade a demanda, expedindo os mandados de prisão”, frisou Bianca Almada.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.