Comissão de Fiscalização e Controle

Comissão da Câmara dos Deputados fiscalizará de novo obras em BRs

Deputado Hildo Rocha apresentou proposta para que a comissão de fiscalização e controle da Câmara viesse ao Maranhão para tentar esclarecer os motivos pelos quais as obras nas rodovias federais que cortam o Maranhão não avançam

Imirante

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h54
Hildo Rocha diz que obras nas BRs 135, 22 e 226 já consumiram mais de R$ 700 milhões
Hildo Rocha diz que obras nas BRs 135, 22 e 226 já consumiram mais de R$ 700 milhões (Foto: reprodução / TV Câmara)

Desde 2012 que se repete capítulos de uma novela sobre as obras em BRs que cortam o Maranhão. Com recursos que ultrapassam R$ 500 milhões somente para a duplicação da BR-135, as rodovias federais são um problema constante.

Deputados da bancada do Maranhão já se uniram e destinaram dezenas de milhões para que o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) conclua as obras da BR-135 e faça manutenção e reparos em outras rodovias como a 222 e a 226.

Mesmo com recursos disponíveis, os serviços nunca avançaram. Alguns por problema no contrato com empresas responsáveis pelas obras e outras situações devido a suspensão do serviço por órgãos de controle como o Tribunal de Contas da União (TCU).

Uma nova tentativa será feita agora. O deputado federal Hildo Rocha (MDB) aprovou na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara Federal uma proposta para fiscalização in loco de obras nas três BRs que passam em território maranhense: 135, 222, 226.

A ideia do parlamentar é buscar junto ao Dnit explicações para a estagnação dos serviços. Na BR-135, por exemplo, na duplicação do segundo trecho, já foi devolvido ao tesouro nacional cerca de R$ 100 milhões porque não foram usados pelo departamento.

Esta será mais uma – entre tantas já ocorridas em quase 10 anos – para conseguir melhorias para as rodovias federais no estado.

De quem é a culpa

Hildo Rocha promete que desta vez, buscará o envolvimento do TCU e outros órgãos de controle para descobrir de quem é a culpa.

Ainda segundo o emedebista, o indicativo é de que o problema está no Dnit. “Temos recursos porque a bancada já destinou emendas mais de uma vez. Não tem é projeto”, disse o parlamentar.

A visita às BRs que passam pelo Maranhão ainda não tem uma data definida, mas deverá ocorrer somente no próximo ano após a volta do recesso parlamentar.

Reação

O senador Weverton Rocha (PDT) diante das informações de que vem perdendo apoio para seu projeto de disputar o governo estadual, postou fotos nas redes sociais falando que seu grupo permanece unido.

Rocha, claramente, decidiu dar uma resposta ao governador Flávio Dino (PSB) e seu escolhido, vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

O que chamou atenção é que as fotos postadas pelo pedetista não parecem ser atuais.

Estratégia

Até mesmo antes do anúncio da escolha de Flávio Dino por Carlos Brandão, os aliados do vice-governador já difundiam a ideia de que a pré-candidatura de Weverton Rocha vem definhando.

A estratégia é passar a ideia para a opinião pública e também para os que - mesmo sem definição – estivessem com tendência maior de apoiar o pedetista de que houve um enfraquecimento do senador.

Na outra ponta, passar a ideia de que Carlos Brandão avançou mais em sua pré-candidatura principalmente com a declaração de apoio do governador.

Apoio

Sobre manter aliados unidos, o senador Weverton Rocha recebeu um gesto importante de um de seus principais aliados.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), postou foto dele com o senador pedetista e garantiu que se mantém fiel ao projeto de Rocha ser candidato a governador do Maranhão.

O gesto vem depois de declarações do presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, que deixou dúvida quanto a posição do presidente da Assembleia.

Sem quórum

A CPI do Transporte Público da Câmara Municipal de São Luís parece ter dificuldades de avançar.

Uma sessão marcada para a quinta-feira, 9, acabou sendo cancelada porque a maioria dos membros da comissão não compareceu.

Estavam presentes somente o presidente da CPI, vereador Chico Carvalho (PSL), e o relator, vereador Álvaro Pires (PMN).

Sem justificativa

Os vereadores Astro de Ogum (PCdoB), Octávio Soeiro (Podemos) e Johnatan Alves do Coletivo Nós do PT não apresentaram qualquer justificativa para a ausência.

Os dois primeiros a ausência pode ser associada a ligação próxima com o prefeito da capital, Eduardo Braide (Podemos).

Seria este o motivo para esta tentativa de esvaziar a CPI do Transporte Público que demorou para ser instalada e agora demora para ter uma agenda de trabalho aprovada?

E mais:

- Além de Othelino Neto, outros aliados de Weverton Rocha que foram procurados pelo Palácio dos Leões começarão a se manifestar nas redes sociais reafirmando apoio ao pedetista.

- O PSB do Maranhão aposta na federação partidária da legenda com o PT e PCdoB para garantir o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o vice-governador Carlos Brandão.

- Brandão já está com sua saída certa do PSDB para fazer parte dos quadros do PSB.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.