Polícia

Quatro homens são presos com 307 papelotes de crack na Vila Maranhão

Foram detidos: Adolfo de Sousa Machado, Ludenilson Morais de Jesus, Anderson Bahia Pereira e Douglas Trajano dos Santos.

Imirante.com, com informações da Mirante AM

- Atualizada em 27/03/2022 às 12h00

SÃO LUÍS - Quatro homens foram presos, na tarde desta quinta-feira (21), na Vila Maranhão, em São Luís, com 307 papelotes de crack e 100 gramas a granel. Segundo o delegado Rodson Almeida, da Delegacia de Roubos e Furtos, os suspeitos foram presos durante uma operação no bairro.

Estão detidos Douglas Trajano dos Santos, 21 anos, Janderson Bahia Pereira, 27, Vedemilson Moraes de Jesus, 19, e Adolfo Souza Machado, 20. Eles foram abordados em frente a uma residência no bairro da Vila Maranhão.

De acordo com o delegado Rodson Teixeira de Almeida a prisão aconteceu durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na região da Vila Maranhão. Ele contou que os investigadores suspeitaram da atitude dos suspeitos e decidiram realizar uma abordagem.

Durante a revista foram apreendidas 307 cabeças de crack, prontas para o consumo, e 100 gramas da mesma substância em pasta base. Após os procedimentos policiais eles foram encaminhados para o Centro de Triagem em Pedrinhas.

Segundo o delegado, Adolfo Souza Machado era o proprietário das drogas, e ao ser questionado sobre de quem ele comprou, o acusado disse que adquiriu com um desconhecido.

Os demais detidos iriam ajudar Adolfo a vender as drogas. “É o que a gente chama de avião. Nós vamos continuar a investigar esse caso, pra saber de onde estava vindo essa droga. Nós temos realizados várias ações na cidade visando prender os ladrões e consequentemente encontramos pessoas ligadas ao tráfico de entorpecentes. Pois uma coisa, geralmente, está ligada com a outra”, explicou o delegado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.