Justiça

MPF-MA e DPU querem intervenção federal no sistema carcerário do Maranhão

Na representação, foi destacada a rebelião em Pedrinhas, no último dia 9.

Imirante.com, com informações do MPF-MA

- Atualizada em 27/03/2022 às 12h02

SÃO LUÍS - O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF-MA) e a Defensoria Pública da União (DPU) encaminharam representação ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, com pedido de intervenção federal na administração penitenciária do Estado do Maranhão. A ação visa assegurar os direitos dos cidadãos, em meio à situação em que se encontra o sistema carcerário do Estado.

Na representação, foi destacada a rebelião, que aconteceu no último dia 9, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, relatando os fatos ocorridos nas últimas semanas e divulgados na imprensa nacional e internacional.

Entre os fatos relatados na representação, estão os 38 assassinatos de detentos, só em 2013, resultantes de rebeliões e motins; oito ônibus incendiados na capital; clima de pânico espalhado pela cidade, com repartições públicas liberando servidores mais cedo e ônibus circulando somente até às 19 horas. Além da tentativa de fuga por parte de 25 detentos de Pedrinhas, no domingo (13), dos quais um conseguiu fugir.

A representação cita, também, a recente vinda de um efetivo de 150 integrantes da Força Nacional para São Luís .

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.