Violência

Homem é preso pela terceira vez suspeito de violência doméstica contra a própria mãe em São José de Ribamar

Suspeito ameaçou de morte, xingou a mãe e ateou fogo na residência da vítima.

Imirante.com, com informações da PC-MA

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h29
Suspeito foi encaminhado e apresentado na Delegacia Especial de São José de Ribamar.
Suspeito foi encaminhado e apresentado na Delegacia Especial de São José de Ribamar. (Foto: Divulgação / PC-MA)

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – Um homem foi preso em flagrante, pela terceira vez, suspeito de ameaçar de morte e xingar a própria mãe, de 43 anos, além de atear fogo na residência da vítima. A prisão foi realizada pela Polícia Civil, na tarde dessa sexta-feira (28), em São José de Ribamar, Região Metropolitana de São Luís, e contou com apoio da Guarda Municipal.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito, de 22 anos, é usuário de droga desde os 13. Em 2021 ele foi preso duas vezes, pela mesma equipe da polícia, também por violência doméstica contra a própria mãe.

Leia também:

VÍDEO: homem é preso suspeito de matar a própria mãe com golpes de facão

Filho é preso suspeito de matar a mãe, de 65 anos, a pauladas em Nova Olinda do Maranhão

Segundo a vítima, o suspeito tem exigido que a mãe venda a casa onde reside para que dê a ele parte do dinheiro da venda do imóvel. Para intimidar a mulher, o suspeito ameaça matá-la.

O suspeito foi preso na rua da Felicidade, no bairro Itapari. Ele foi conduzido e apresentado na Delegacia Especial de São José de Ribamar para que os procedimentos cabíveis ao caso fossem feitos.

Outro caso de violência contra a própria mãe

No dia 12 de janeiro, um homem foi preso pela segunda vez, em menos de uma semana, também por violência doméstica contra a própria mãe, em São José de Ribamar.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito, conhecido como ‘Bombado’, se dirigiu à loja mãe, na tarde da quarta-feira, dia 12 de janeiro, onde exigiu dinheiro. No local, o suspeito ainda bagunçou e quebrou materiais do comércio, além de ameaçar e injuriar a mulher, descumprindo, assim, uma Medida Protetiva de Urgência.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.