Feminicídio

Mulher é assassinada com facada no pescoço em Santa Rita

Segundo a polícia, o suspeito foi identificado como José Domingos Lopes.

Imirante.com, com informações da Mirante AM

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h12
A vítima foi identificada como Antônia Cardoso, 56 anos. Foto: Divulgação.
A vítima foi identificada como Antônia Cardoso, 56 anos. Foto: Divulgação.

SANTA RITA – Policiais civis prenderam, nesta sexta-feira (19), José Domingos Lopes suspeito de feminícidio na comunidade Rancho Papouco, na área rural do município de Santa Rita.

Leia também:

Jovem é morta a tiros de espingarda pelo próprio companheiro, em Santa Rita

Homem mata a facadas ex-mulher grávida de três meses

De acordo com a polícia, José Domingos Lopes matou Antônia Cardoso, 56 anos, com uma facada no pescoço. A vítima foi encontrada com a arma atravessada no corpo. O filho de Antônia foi quem achou o corpo na casa em que ela morava sozinha.

José Domingos Lopes afirmou que ingeriu bebida alcoólica em companhia da vítima, mas negou o crime. O suspeito sofre de transtorno mental, e já teria sido internado no hospital psiquiátrico Nina Rodrigues, em São Luís ,segundo a polícia.

José Domingos Lopes afirmou que ingeriu bebida alcoólica em companhia da vítima, mas negou o crime. Foto: Divulgação / Polícia Civil.
José Domingos Lopes afirmou que ingeriu bebida alcoólica em companhia da vítima, mas negou o crime. Foto: Divulgação / Polícia Civil.

Segundo o delegado Edinaldo Santos, responsável pelo caso, a polícia já tem elementos suficientes para acusar José Domingos Lopes do crime. Uma testemunha, que não teve o nome revelado pela polícia para não atrapalhar as investigações, disse que o suspeito teria comprado bebida alcoólica em seu estabelecimento comercial, armado com uma faca, horas antes do crime.

Uma bermuda pertencente a José Domingos Lopes foi encontrada debaixo do corpo de Antônia Cardoso, segundo a polícia.

O delegado Edinaldo Santos afirmou que as investigações continuam com o objetivo de saber se José Domingos Lopes teve ajuda de outra pessoa para cometer o crime.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.