Em Rosário

Réus são condenados por assassinato de empresários

O Tribunal do Júri condenou José Rodrigo da Silva Viana e Raianderson Silva Cunha às penas de 54 anos e a 39 anos e dez meses, respectivamente.

Imirante.com, com informações do MP-MA

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h19
Após dez horas de julgamento, o conselho de sentença acolheu integralmente a tese de acusação.
Após dez horas de julgamento, o conselho de sentença acolheu integralmente a tese de acusação. ( Foto: Divulgação)

ROSÁRIO - O Tribunal do Júri da comarca de Rosário, acolhendo denúncia do Ministério Público do Maranhão (MP-MA), condenou, em 28 de fevereiro, José Rodrigo da Silva Viana e Raianderson Silva Cunha às penas de 54 anos e a 39 anos e dez meses, respectivamente, pelo assassinato dos empresários Adriano Fernando dos Santos Correia e Reginaldo Sousa Carvalho.

Leia também:

Quatro assassinatos são registrados em Imperatriz em menos de 24h

Polícia faz reconstituição do assassinato de Nenzim

Segundo a denúncia, os condenados se associaram com Jonh Alef (falecido) e Paulo Gatto (foragido) para praticar os crimes. Eles assaltaram o posto Total, no povoado Periz de Baixo, em Bacabeira, cujo proprietário era Reginaldo Carvalho e o mataram. Em seguida, o grupo foi para Rosário onde o empresário Adriano Correia, que era proprietário de uma loja de peças, foi assassinado.

Após dez horas de julgamento, o conselho de sentença acolheu integralmente a tese de acusação sustentada pelo Ministério Público: associação criminosa, latrocínio e homicídio qualificado por motivo fútil. A sustentação foi feita pelo promotor de justiça Francisco Milhomem e pelo assistente de acusação, o advogado Ivaldo Ricci Jr.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.