Violência sexual

Servidor público da área de educação é preso suspeito de estuprar criança, em Paço do Lumiar

A vítima tem 6 anos e a prisão foi em cumprimento de ordem judicial; o detido foi apresentado na sede da DPCA, na Beira-Mar.

Imirante.com

- Atualizada em 27/05/2022 às 17h14
O suspeito foi levado para a sede da DPCA, na Beira-Mar.
O suspeito foi levado para a sede da DPCA, na Beira-Mar. (Foto: Reprodução / G1)

PAÇO DO LUMIAR -  Um servidor público da área de educação da cidade de Paço do Lumiar, nome não revelado, de 33 anos, foi preso em cumprimento de ordem judicial, nesta sexta-feira (27), suspeito de ter estuprado uma criança, de 6 anos.

A equipe da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) ficou sabendo do caso. A delegada Bianca Almada declarou que a criança teria sido abusada por diversas vezes e foi solicitado ao Poder Judiciário o mandado de prisão do suspeito.

Na manhã de sexta-feira, o suspeito foi preso no bairro do Maiobão, em Paço do Lumiar e levado para a sede da DPCA, na Beira-Mar, onde prestou esclarecimentos sobre o caso. 

Ainda segundo a delegada, essa é a quinta prisão de suspeitos do crime de abuso sexual contra criança e adolescente feita pela equipe da DPCA durante este mês na Grande Ilha.

Apreensão

A polícia informou que um adolescente, de 13 anos, foi apreendido suspeito de ter cometido um ato infracional análogo ao crime de violência sexual, na Vila Flamengo, em São José de Ribamar, na quinta-feira (26). A vítima tem seis anos e teria chegado a sua residência com a roupa suja de sangue. O caso foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), área do central de São Luís.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.