Cheias de rios

Mais de 1.300 famílias estão desabrigadas ou desalojadas no Maranhão após enchentes

Os moradores que necessitam de auxílio estão sendo amparadas pelo poder público e acomodados em abrigos.

Imirante.com*

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h34
Com as chuvas intensas, rios tiveram aumento de volume e afetam populações. Foto: Divulgação/CBMMA.
Com as chuvas intensas, rios tiveram aumento de volume e afetam populações. Foto: Divulgação/CBMMA.

MIRADOR - Em decorrência do período de chuvas intensas, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) mantém o monitoramento em 31 municípios maranhenses. A Defesa Civil Estadual contabiliza 1.341 famílias desabrigadas ou desalojadas em todo o Maranhão. Aquelas famílias que necessitam de auxílio estão sendo amparadas pelo poder público e acomodadas em abrigos.

Leia mais:

Quinze testam positivo para Covid-19 em abrigos de Imperatriz

Maranhão tem 31 cidades prejudicadas ou em alerta por chuvas intensas

Moradores improvisam balsa de tambor para retirar carros de enchente em Imperatriz

"Tem muita chuva ainda para vir", alerta meteorologista diante da elevação do nível de rios no MA

Ao todo, quinze municípios já decretaram situação de emergência, são eles: Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano, Formosa da Serra Negra, Imperatriz, Vila Nova dos Martírios, Fortuna, São Luís Gonzaga, Parnarama, Buriti Bravo, São Roberto, Lagoa Grande do MA e São Pedro da Água Branca.

Em Mirador, o nível do rio Itapecuru, segundo informações do Corpo de Bombeiros, atingiu hoje 4,56m, uma redução de 4cm em relação a ontem. Na cidade, 35 casas desabaram durante a enchente, e já são cerca de 694 pessoas afetadas.

Equipes de bombeiros são mobilizadas para reforçar a operação de auxílio às famílias nos municípios mais afetados. Em Imperatriz, o trabalho diário dos militares permanece nas comunidades alagadas. Veículos, utensílios domésticos e outros bens são retirados dos locais atingidos pela agua e levados até os locais seguros.

Uma ação conjunta realizada nessa terça-feira (18), entre a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil (Sumpdec) e Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) beneficiou mais de 30 famílias do povoado Embiral, que estão isoladas via acesso terrestre.

Cestas básicas são entregues à população ribeirinha atingidas pelas cheias. Foto: Divulgação/Prefeitura de Imperatriz.
Cestas básicas são entregues à população ribeirinha atingidas pelas cheias. Foto: Divulgação/Prefeitura de Imperatriz.

Com as chuvas recentes, e o grande aumento do volume do Rio Tocantins, principal via de acesso ao povoado Embiral está inacessível. Foram entregues cestas básicas, kits de limpeza e colchões por lá.

Em Trizidela do Vale e Pedreiras, o rio Mearim ultrapassou a cota de inundação, cerca de 80 famílias estão desabrigadas ou desalojadas. Pontos de abrigos públicos já estão disponíveis para ocupação. Além do auxílio humanitário, bombeiros realizam o monitoramento em 11 pontos de deslizamento de terras, na região.

Alertas de chuvas

Há dois alertas de chuvas intensas no Maranhão para a manhã de hoje: laranja e amarelo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o aviso laranja tem maior grau de severidade e indica chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Já a cor amarela aponta chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h). Veja no mapa:

Alertas de chuvas no Maranhão. Arte: Divulgação/Inmet.
Alertas de chuvas no Maranhão. Arte: Divulgação/Inmet.

*Com informações do CBMMA e da Prefeitura de Imperatriz

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.