Após reajuste

Cerca de 10 mil remédios aumentaram o preço no Maranhão

O reajuste começou a valer desde o dia 1° de abril.

Imirante, com informações do g1

- Atualizada em 10/05/2023 às 11h13
O reajuste deste ano foi de 5,6%, menor que o aplicado nos anos anteriores.
O reajuste deste ano foi de 5,6%, menor que o aplicado nos anos anteriores. (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

MARANHÃO - Aproximadamente dez mil medicamentos ficaram mais caros no Maranhão. O motivo é o reajuste anual dos fabricantes, cuja variação chegou custar cerca 35% a mais para o bolso do consumidor.

Os medicamentos que mais encareceram desde a pandemia foram os de pressão alta, diabetes, anti depressivos, antibióticos, antialérgicos e os corticoides.

Para os consumidores, mesmo realizando a pesquisa de preços, a conta da farmácia pesou no bolso. É o caso da dona de casa Maria Almeida, que faz a compra mensal de remédios.

“Antigamente eu achava mais em conta porque era 25. O que eu costumo usar era 25. Agora eu costumo comprar ele agora de 50, 52. Ele varia muito assim. Acho pomada mais cara, mas essa demora mais para acabar", disse a dona de casa ao g1.

A pandemia e a Guerra da Ucrânia foram os principais fatores que impactaram a indústria farmacêutica, fazendo com os preços ficassem mais altos.

Outro motivo é o aumento autorizado pelo Governo Federal que passou a valer desde o dia 1° de abril. Segundo a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, o reajuste deste ano foi de 5,6%, menor que o aplicado nos anos anteriores. 
 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.