Estupro de vulnerável

Homem é preso suspeito de estuprar neta de seis anos em Maracaçumé

De acordo com a Polícia Civil, no momento da prisão, o suspeito se preparava para fugir da cidade.

Imirante.com, com informações PC-MA

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h43
Estupro foi registrado no último dia 30.
Estupro foi registrado no último dia 30. (Foto: divulgação)

MARACAÇUMÉ – Um homem suspeito de ter estuprado a própria neta, de apenas seis anos de idade, foi preso pela Polícia Civil em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, na última quinta-feira (30), em Maracaçumé, cidade distante 236 km de São Luís.

De acordo com informações da Polícia Civil, a família da criança procurou as equipes da Delegacia de Maracaçumé relatando a violência sexual que a vítima tinha sofrido. Durante as investigações, o crime foi comprovando, o que resultou na representação pela prisão temporária do suspeito, que é avô da criança.

No momento da prisão, o suspeito se preparava para fugir da cidade. A Polícia Civil investiga agora a informação de que a própria avó da criança sabia da violência sexual sofrida pela vítima e ajudava o companheiro a se esconder da polícia.

Outros caso de estupro contra crianças

Em São Luís, na madrugada do dia 13 de dezembro de 2021, uma criança de cinco anos foi estuprada em um condomínio no bairro Altos do Calhau. O suspeito do crime é o padrasto do pai da vítima, um homem de 45 anos, segundo a Polícia Civil.

Já em Açailândia, cidade distante 567 km de São Luís, um homem, que não teve a sua identidade revelada, foi preso na tarde do dia 12 de dezembro, suspeito de estuprar a própria filha.

Segundo a polícia, o caso foi registrado na madrugada de sábado, 11 de dezembro. A vítima relatou o caso na delegacia ao lado de parentes e amigos.

Após buscas, a polícia localizou o suspeito na rodoviária de Açailândia, quando ele já tentava deixar fugir para o Estado do Pará. O homem foi preso e ficou à disposição da Justiça na Delegacia Regional de Açailândia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.