Na Região Tocantina

Polícia investiga latrocínios após vítimas reagirem a assaltos

Ainda não há pistas dos suspeitos. Testemunhas começaram a ser ouvidas.

Imirante Imperatriz

- Atualizada em 14/09/2022 às 19h37
O crime aconteceu na sexta-feira (10).
O crime aconteceu na sexta-feira (10).

IMPERATRIZ - Dois latrocínios registrados na Região Tocantina, na última semana, desfiam a Polícia Civil na elucidação dos crimes. O comerciante Luís Eurides, de 76 anos, morreu no Hospital Municipal de Imperatriz na última segunda-feira (12) após ser baleado ao reagir a um assalto no estabelecimento em que trabalhava. O crime aconteceu na sexta-feira (10).

Câmeras do circuito interno mostram o momento em que o empresário parte para cima dos assaltantes com um pedaço de madeira, depois que eles entram armados, mas Luís acaba sendo baleado. Durante a fuga, os suspeitos abandonaram uma motocicleta.

Assista ao vídeo:

Em Porto Franco, Nonato Marinho, proprietário de um depósito de material reciclável foi abordado por assaltantes e travou luta corpora com um deles, e mas ao tentar fechar o portão do depósito foi atingido com pelo menos três tiros e morreu no local de trabalho. Os suspeitos fugiram de moto.

Apesar das imagens das câmeras que flagraram os dois crimes e devem auxiliar nas investigações, a polícia ainda não tem a identificação dos suspeitos, mas já começou a ouvir testemunhas nos dois casos, que serão investigados pelo delegado de Porto Franco, Antônio Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.