Investigação

Corpo de rapaz que morreu no Socorrão, vítima de tiros pode ser corpo exumado

A exumação é porque o corpo não deu entrada no Instituto Médico Legal.

Imirante Imperatriz

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h24
A Delegacia Regional de Segurança vai solicitar a Justiça a exumação do corpo de Bruno Hurlley da Silva.
A Delegacia Regional de Segurança vai solicitar a Justiça a exumação do corpo de Bruno Hurlley da Silva. (Foto: Angra Nascimento /Imirante Imperatriz)

IMPERATRIZ – A Delegacia Regional de Segurança vai solicitar a Justiça a exumação do corpo de Bruno Hurlley da Silva, 20 anos, que deu entrada no Hospital Municipal de Imperatriz (HIM) baleado, e acabou vindo a óbito. A informação é do delegado regional, Eduardo Galvão.

O pedido se deve porque o corpo do jovem não deu entrada no Instituto Médico Legal (IML). Ele tinha sido baleado com vários tiros na noite de quarta-feira (26), por dois motoqueiros, crime ocorrido na Vila Fiquene, periferia de Imperatriz.

Bruno Hurlley chegou a ser socorrido e levado para Socorrão, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica, mais veio a óbito na tarde de quinta-feira. O corpo da vítima não deu entrada no IML de Imperatriz, sendo liberado do hospital para família.

Pelas informações da polícia, Bruno teria sido morto por engano, devido se parecer muito com Banguelo, que seria alvos dos assassinos. No momento dos disparos, eles estavam juntos.

Pessoas assassinadas, por lei tem que serem levadas para IML para fazer a necropsia balística, onde são retirados os projétis. Policiais da Delegacia Regional foram na tarde de sexta-feira até o Socorrão, pegar todas as informações sobre a vítima.

O delegado Eduardo Galvão informou quem nem a ocorrência teria sido registrada na polícia. Cabe lembrar que Regional tem uma Delegacia especializada para investigar os homicídios, e nesse caso não teria como investigar.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.