Golpe

Polícia investiga quadrilha de estelionatários na cidade de Chapadinha

De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha ameaça as vítimas de morte e pede dinheiro em troca.

Imirante.com, com informações TV Mirante

- Atualizada em 04/06/2022 às 19h01
Eles são suspeitos de enviar mensagens de ameaça pelo celular pedindo dinheiro em troca para não assassinar as vítimas.
Eles são suspeitos de enviar mensagens de ameaça pelo celular pedindo dinheiro em troca para não assassinar as vítimas. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

CHAPADINHA – Uma quadrilha de golpistas é investigada pela Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) no município de Chapadinha, interior do Estado. Eles são suspeitos de enviar mensagens de ameaça pelo celular pedindo dinheiro em troca para não assassinar as vítimas.

Uma das ameaças chegou no celular de uma vítima do município. O golpista se identifica como Laércio e diz ser traficante de drogas. Em seguida, ele reclama de ter sido denunciado para a polícia e ameaça matar a vítima caso ela não faça um depósito em dinheiro na conta dele.

Leia também:

Golpes na internet: saiba como se proteger ouvindo o podcast A Ronda

Mulher é presa suspeita de aplicar golpes em pessoas com deficiência

O delegado regional de Chapadinha, Fábio Aragão, informou que depois disso o bandido pede dinheiro para não assassinar o dono do aparelho celular.

"Criminosos estão passando mensagens dizendo que a pessoa acabou dando informações sobre um possível tráfico de drogas, que teria denunciado facções e primeiramente, ele [o criminoso] faz essa ameaça e depois solicita o dinheiro", disse o delegado.

Não há um levantamento de quantas vítimas receberam a mesma ameaça em Chapadinha. De acordo com a Polícia Civil, em um dos casos a vítima chegou a depositar R$ 6 mil para os criminosos.

O delegado explica que, ao rastrear o número que enviou as mensagens, a polícia encontrou pessoas que não tinha envolvimento com o golpe e por isso, alerta a população.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.