Crime

Polícia solicita prisão de PM do Pará acusado de homicídio em Caxias

O militar do Pará é suspeito de ter assassinado um jovem dentro de uma casa de show, no bairro Cangalheiro, e baleado uma mulher.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h06
O PM do Pará teve a prisão solicitada ao Poder Judiciário.
O PM do Pará teve a prisão solicitada ao Poder Judiciário. (Divulgação)

CAXIAS - O policial militar do Pará, identificado como João, já teve a prisão solicitada ao Poder Judiciário, segundo a polícia. Ele é acusado de ter assassinado a tiros José Lima Pinto Neto, de 25 anos, e baleado a mãe desse jovem, Esmeralda, durante a madrugada do último sábado (12) em uma casa de eventos, no bairro Cangalheiro, em Caxias, no interior do Maranhão.

Leia também em:

Jovem é assassinado a tiros durante festa no município de Caxias

Corpos de pastor e corretor desaparecidos são achados na zona rural de Caxias

O caso está sendo investigado pela equipe da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoas de Caxias. O delegado Jair Paiva declarou que o suspeito desse crime faz parte da corporação militar do Pará e está passando férias em Caxias onde residem os seus familiares.

Ainda segundo o delegado, a polícia já solicitou ao Poder Judiciário a prisão do suspeito. A Polícia Militar do Pará deve ser informada de forma oficial sobre o caso ainda nesta segunda-feira (14) e as testemunhas já começaram a ser ouvidas.

O crime

A polícia informou que José Lima Pinto Neto, de 25 anos, foi baleado dentro da casa de evento pelo policial do Pará e veio a falecer. A mãe da vítima tentou intervir na ação criminosa e acabou sendo baleada.

Ela foi levada para o hospital da cidade onde passou por tratamento cirúrgico. O militar do Pará vai responder pelos crimes de assassinato e tentativa de homicídio. Até o começo da tarde de segunda-feira (14), ele ainda não tinha se apresentado na delegacia, em Caxias.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.