Em Buriticupu

Projeto integra saberes da escola e do campo em Buriticupu

<i>Café com Prosa Rural</i> busca articular os conhecimentos gerados no IFMA.

Imirante Imperatriz, com informações da assessoria

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h27
<i>Café com Prosa Rural</i> busca articular os conhecimentos gerados no IFMA.
<i>Café com Prosa Rural</i> busca articular os conhecimentos gerados no IFMA. (Foto: Divulgação/ Assessoria )

BURITUCUPU - Estabelecer uma interface de aproximação e interação do meio acadêmico e governamental com o meio rural da região, em especial da agricultura familiar, indígenas e quilombolas. Esse é um dos principais objetivos da proposta-piloto Café com Prosa Rural, desenvolvida pelo Instituto Federal do Maranhão (IFMA) Campus Buriticupu.

Coordenado pelo professor Alisson Jordão, o projeto de extensão rural busca, desde sua concepção, contar com a participação ativa do público-alvo, partindo da sua formulação até a implementação das ações, garantindo sempre o intercâmbio entre os saberes dos agricultores e trabalhadores rurais com o meio acadêmico.

De acordo com Alisson Jordão, embora exista um conjunto significativo de políticas públicas e tecnologias geradas como resultado de pesquisas, muitas vezes essas informações não chegam ao meio rural de forma satisfatória, seja pela falta de acesso à informação ou pela metodologia utilizada, que não dialoga com os agricultores. Isso faz com que essas tecnologias não sejam assimiladas e implementadas de fato.

“A reversão desse cenário depende, sobretudo, de uma melhor integração entre as diferentes ações, programas e projetos existentes nos órgãos governamentais nas esferas municipal, estadual e federal, sendo este papel provocador e integrador mais um dos objetivos do Café com Prosa Rural”, declara.

Dessa forma, o professor ministrou a palestra A importância da vacinação contra a febre aftosa para a saúde do rebanho no dia 12 de novembro na Escola Municipal São Sebastião, localizada na Assentamento Boa Esperança (Cikel), em Buriticupu. A atividade contou com a participação dos estudantes Ariston de Sousa Moraes, Derlan da Silva Almeida, Maria Julia Costa de Sousa, que cursam o 3º ano do curso técnico subsequente em Agronegócio.

O Café com Prosa Rural também abre caminho para que os discentes, ao participarem ativamente das ações, consigam de forma interdisciplinar perceber as diferentes realidades existentes e com isso colocar em prática os conhecimentos adquiridos no seu processo de formação profissional, garantindo uma formação realmente conectada com as demandas da sociedade.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.