Saúde Pública

Governo diz que vai acelerar recrutamento de profissionais para distritos indígenas

A ampliação ocorrerá no bojo do programa Mais Médicos; o MS vai recrutar de médicos formados no Brasil e no exterior.

Ipolítica, com informações do G1

Programa Mais Médicos vai atender povos indígenas em Roraima
Programa Mais Médicos vai atender povos indígenas em Roraima (Foto: Reprodução)

BRASÍLIA - O Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde anunciou neste domingo (22)  a ampliação na assistência à saúde no território onde vive o povo indígena Yanomami.

A ampliação ocorrerá no bojo do programa Mais Médicos. O MS vai recrutar de médicos formados no Brasil e no exterior. 

O Mais Médicos engloba profissionais nos Distritos Sanitários Indígenas (Dsei).

Leia também: Lula diz que vai levar transporte e atendimento médico a indígenas Yanomami

De acordo com o MS, mais de 100 crianças indígenas morreram no ano passado em Roraima por desnutrição e uma série de doenças. Nos últimos anos, as mortes somam mais de 570. 

“Tínhamos um edital só para brasileiros. Só em seguida que faríamos um edital para brasileiros formados no exterior e, depois, para estrangeiros. Frente à necessidade de levarmos assistência à população dos distritos indígenas, especialmente aos Yanomami, queremos fazer um edital em que todos se inscrevam de uma única vez”, disse o  secretário de Atenção Primária à Saúde, Nésio Fernandes.

Criado na gestão de Dilma Rousseff (PT) em 2013, o programa Mais Médicos sofreu resistências do último governo, que decidiu criar um novo programa em 2019, o Médicos pelo Brasil, para substituir o programa petista.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.