Mandado

Anderson Torres é preso pela PF ao desembarcar em Brasília

Ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro (PL) retornou neste sábado dos EUA.

Ipolítica

- Atualizada em 14/01/2023 às 09h12
Torres foi preso ao desembarcar em Brasília
Torres foi preso ao desembarcar em Brasília (Antonio Cruz/Agência Brasil)

BRASÍLIA - O ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres, foi preso na manhã deste sábado (14) pela Polícia Federal, ao desembarcar no Aeroporto Internacional de Brasília. Torres vinha dos Estados Unidos, onde passava férias. Ele foi levado ao Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

A prisão foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após os atos terroristas de 8 de janeiro. Ao determinar sua prisão, Moraes apontou suspeitas de que Torres, então na função de secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, tenha sido um dos responsáveis pelas falhas no esquema de segurança que resultaram na invasão dos prédios dos Três Poderes.

Policial federal de carreira, Anderson Torres foi ministro da Justiça do presidente Jair Bolsonaro e se alinhou a diversas pautas do seu chefe, como as acusações falsas contra as urnas eletrônicas. Pela participação em uma live na qual Bolsonaro disseminou essas notícias falsas, Torres se tornou alvo de investigação aberta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na quinta-feira (12), vazou documento apreendido pela Polícia Federal durante busca e apreensão na residência do ex-ministro contendo o que seria a minuta de um projeto de decretação de estado de defesa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o objetivo de mudar o resultado das eleições. Em nota após o ocorrido, Torres disse que o documento foi divulgado “fora de contexto”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.