Homicídio

Justiça piauiense marca julgamento do ex-policial militar do Maranhão

Francisco Filho é suspeito de ter matado a tiros o cabo da PM do Piauí e o crime aconteceu na frente do filho da vítima que é menor de idade.

Imirante.com

O ex-PM do Maranhão foi preso em flagrante na capital piauiense.
O ex-PM do Maranhão foi preso em flagrante na capital piauiense. (Foto: Divulgação)

BRASIL -  O Poder Judiciário do Piauí marcou para o dia 23 de agosto deste ano o julgamento do ex-soldado da Polícia Militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho. Segundo a Polícia Civil, ele é suspeito de ter matado a tiros o cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges. O crime aconteceu no dia 1º de fevereiro de 2019, na capital piauiense.

Leia também em: 

Ex-PM do Maranhão que matou policial no Piauí será transferido

Policial militar do Piauí é morto a tiros em tentativa de assalto em Timon

O julgamento era para ter ocorrido no mês de outubro do ano passado, mas, a pedido da defesa do ex-militar do Maranhão acabou sendo adiado. A Justiça designou para o dia 30 de março deste ano e depois para 31 de maio. 

Em uma nova decisão, a juíza da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina, Maria Zilnar, determinou o julgamento para o dia 23 de agosto deste ano. A sessão está prevista para começar a partir de 8h30, no fórum da capital piauiense. 

Francisco Ribeiro foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil pela morte do cabo Samuel Borges, de acordo com inquérito do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Piauí.

Crime 

A polícia informou que o crime aconteceu no dia 1º de fevereiro de 2019, em Teresina, no Piauí. O cabo Samuel Borges estava indo deixar o filho na escola, que é menor de idade, quando se deparou com Francisco Ribeiro que estava em uma motocicleta sem placa e portava duas armas de fogo.

Samuel Borges e o ex-policial do Maranhão acabaram discutindo no trânsito. O filho do cabo ainda chegou a pedir para não atirar em seu pai. A vítima foi baleada e morreu a caminho do hospital, enquanto, o suspeito foi preso em flagrante.

Expulso da PM

Em abril do ano passado, a cúpula da Secretaria de Segurança Pública expulsou Francisco Ribeiro dos Santos Filho da Polícia Militar. A expulsão foi divulgada no Diário Oficial do Maranhão e descrita como "a bem da disciplina". 

De acordo com a polícia, Francisco Ribeiro também é suspeito no mês de dezembro de 2018, de um duplo homicídio nas proximidades do parque Zoobotânico da capital piauiense e de ter matado um homem, em agosto de 2018, na praça do bairro Pedra Mole, em Teresina.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.