Polícia

Presa quadrilha especializada em roubo de motocicletas

Imirante.com, com informações da SSP

- Atualizada em 27/03/2022 às 12h01

SÃO LUÍS – Uma quadrilha especializada em roubo de motocicletas foi presa em Balsas. As primeiras prisões foram de um trio suspeito de receptar produtos roubados. Segundo a polícia, Juarez da Sena Pereira Sousa Júnior, dono da oficina de motos Manos Peças, localizada no Bairro Potosi, em Balsas; José Alves da Mota Júnior e Fredson Félix Machado, ambos presos no município de Riachão. Eles eram encarregados de vender os veículos nos municípios de Riachão, Feira Nova e Carolina.

De acordo com as investigações, a quadrilha estava agindo na região há pelo menos cinco meses. As investigações apontaram ainda que as motocicletas eram roubadas por Dhonatan Sousa Barros, conhecido como “Dhone”, que seria líder da quadrilha; Célio Roberto Sales da Silva, “Celinho”; o irmão dele, Marcos Roberto Sales da Silva e por um suspeito identificado apenas como “Douglas”, conhecido por “Oiti”. As polícias realizam diligências a fim de capturar os assaltantes. Quatorze motocicletas que haviam sido roubados pela quadrilha foram recuperados.

O delegado regional de Balsas, Eduardo Galvão, informou que o quarteto se revezava nos assaltos. Ele contou que a quadrilha contava com apoio de um homem identificado apenas como “Dominguinhos”, irmão de José Alves. Cabia a ele a função de providenciar novas placas e lacres para as motocicletas roubadas.

Do total recuperado, seis eram Honda Broz, cinco Pop 100, duas Biz e uma, Titan 150. Elas foram localizadas nos municípios de Riachão, Feira Nova e Carolina. Os veículos recuperados foram encaminhados para o Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim) de Imperatriz, onde serão periciados.

José Alves, Fredson Félix e Juarez Júnior foram encaminhados à 11ª Delegacia Regional e foram autuados pelos crimes de Receptação e Formação de Quadrilha. O trio está detido na unidade prisional de Balsas, à disposição da Justiça.

Os demais integrantes da organização criminosa foram indiciados na nova Lei de Organizações Criminosas, Roubo Qualificado e Adulteração de Sinal de Identificação Veicular.

O delegado Eduardo Galvão informou que todas as pessoas que compraram as motocicletas também vão ser indiciadas pelo crime de receptação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.