Homicídio

Disputas por terras resulta em assassinato de camponês em Arari

Neste ano, cinco pessoas já foram mortas em conflitos no campo, no Maranhão.

Imirante.com, com informações da TV Mirante

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h15
João de Deus Moreira Rodrigues morreu na porta de casa.
João de Deus Moreira Rodrigues morreu na porta de casa. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

ARARI - Um camponês, de 51 anos, foi morto a tiro por dois pistoleiros na zona rural do município de Arari, na última sexta-feira (29). A vítima foi identificada como João de Deus Moreira Rodrigues.

Ele morreu na porta de casa. A Polícia Civil informou que intimou pessoas em Arari estão sendo feitos os levantamentos para que os exames periciais necessários sejam solicitados.

Assim como João de Deus, no dia 2 de julho deste ano, o também camponês Antônio Gonçalo Diniz, de 70 anos, foi assassinado por dois pistoleiros em Arari.

Segundo investigações a motivação de execuções como estas tem sido a disputa pela posse de terras na região. Segundo o secretário estadual de Política Agrária da Federação dos Trabalhadores Rurais e Agricultores do Maranhão (Fetaema-MA), Edimilson Costa da Silva, em 2021 cinco pessoas já foram mortas em conflitos no campo, além de uma tentativa de homicídio ocorrida em Alto Alegre no mês de julho.

E ainda, no dia 18 de junho, Reginaldo Alves e Maria da Luz foram assassinados na zona rural do município de Junco do Maranhão.

A Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) informou que tem atuado na resolução dos conflitos no campo.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.