Trajetória

Vida do maranhense Manoel da Conceição será contada em documentário

O filme será exibido ao público a partir do dia 4 de fevereiro em duas sessões gratuitas, às 18 e às 20h, no Palacete Gentil Braga, no centro de São Luís.

Na Mira, com informações da assessoria

- Atualizada em 20/01/2023 às 11h39
Manoel foi perseguido, torturado e exilado, tendo dedicado sua vida à organização da luta pela democracia e pelos direitos dos povos dos campos e das florestas.
Manoel foi perseguido, torturado e exilado, tendo dedicado sua vida à organização da luta pela democracia e pelos direitos dos povos dos campos e das florestas. (Foto: Divulgação)

SÃO LUÍS - Símbolo de resistência à ditadura, Manoel da Conceição terá sua trajetória de vida retratada no filme ‘Minha Perna, Minha Classe’. Com direção de Arturo Saboia e produção executiva de Cassia Melo, o documentário conta a história do líder camponês, desde sua infância, à criação dos primeiros sindicatos, às perseguições, prisão, à fuga pelos países, até sua libertação.

A produtora executiva do filme, Cassia Melo, conta que teve contato com a história de Manoel da Conceição ou Mané da Conceição há cerca de 20 anos por ocasião de um outro trabalho sobre a vida do líder camponês. “Fiquei encantada com o que conheci e trouxe para mim a missão de fazer um filme sobre a vida dessa importante figura política do Maranhão”, explica Cássia Melo.

A missão de Cássia teve início durante a pandemia quando ao lado do cineasta Arturo Saboia deram os primeiros passos para a concretização do documentário que tem duração de 90 minutos. Foram entrevistas on-line, presenciais e visitas aos locais onde a história de Mané da Conceição se mantém viva. “Durante esse trabalho tivemos muita dificuldade com o levantamento de material sobre a vida do Manoel. Tinha muita coisa, mas nada muito disponível”, relembra. 

De acordo com Cássia Melo, foi possível reproduzir algumas cenas impactantes na história de Manoel da Conceição. “É um filme muito importante para a história do Brasil, principalmente nesse momento de reafirmação da democracia, pois não podemos esquecer a luta do trabalhador rural e a luta pela reforma agrárias, duas das principais pautas de Manoel”, pontua Cássia. “As pessoas precisam conhecer o Manoel da Conceição”, afirma.

Cássia adianta que a história de Manoel da Conceição não se esgotará nesse filme. A ideia, segundo ela, é produzir uma série sobre a vida do maior líder camponês do Maranhão. “A vida do Manoel da Conceição é tão rica e com tantos acontecimentos, que vale uma série”, completa.

Exibição

O filme será exibido ao público a partir do dia 4 de fevereiro em duas sessões gratuitas, às 18 e às 20h, no Palacete Gentil Braga, no centro de São Luís. Além disso, ficará disponível em uma plataforma digital gratuita a partir do dia 3 cujo link pode ser acessado no perfil do projeto no Instagram @minhapernaminhaclasse. O objetivo é fazer com que o maior número de pessoas tenha acesso a história de uma das lideranças camponesas mais importantes do Maranhão.  

O cineasta Arturo Saboia, que assina a direção do filme, disse que o trabalho foi bastante desafiador. “Criar a linha narrativa para o documentário diante de um personagem de enorme complexidade e que passou por tantas coisas em vida foi um desafio enorme”, destaca Saboia. Para ele, “Manoel tem aquilo que chamam “sabedoria do chão” e uma percepção finíssima da realidade. Adentrar esse universo dele foi algo muito especial para mim e para toda a equipe”.

Sobre Manoel da Conceição

Manoel da Conceição morreu no dia 18 de agosto de 2021 na cidade de Imperatriz, onde viveu os últimos anos ao lado da família. Primogênito do casal de lavradores Maria Leotéria e Antônio Raimundo, Manoel da Conceição nasceu no dia 24 de julho de 1935, no povoado Pedra Grande, no município de Coroatá, estado do Maranhão. Ele foi perseguido, torturado e exilado, tendo dedicado sua vida à organização da luta pela democracia e pelos direitos dos povos dos campos e das florestas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.