Festival BR-135

Panthera Bl4ck diz que veio para rimar e causar no Rap

A cantora é uma das selecionadas na segunda edição do Conecta Música.

Pedro Sobrinho / Jornalista

- Atualizada em 06/05/2022 às 21h06
Panthera Bl4ck no Conecta Música 2022.
Panthera Bl4ck no Conecta Música 2022. (Divulgação)

Ao participar do TROCA DE IDEIA, no último domingo (1º/5), no PLUGADO, na MIRANTE FM, a rapper maranhense mostrou que veio para causar no movimento Hip Hop do Maranhão. 

Nova figura da cena autoral de São Luís, artista, MC e modelo, Pantera Black começou dando voz nas batalhas de MCs da cidade e agora alcança novos movimentos e públicos. Seu primeiro contato foi em 2015, como espectadora. 

- Na minha primeira batalha era a única mulher participante e com meu estilo autêntico fui ganhando espaço e se destacando, sempre dando voz para as temáticas sociais e de empoderamento feminino - ressalta. 

Em 2019 recebeu o convite para participar do grupo Criola Beat e gravou a música música, que abre a Mixtape Vol.02 Criola na área”, além de participar da faixa 193. Marcou presença, também, no álbum Amor Delivery, de Tiago Maci. 

No ano seguinte, gravou o single Yebá Belo pelo selo BR135. Para 2022, Pantera está trabalhando em sua primeira mixtape, produzida por Adnon Soares no Casa Loca studio, que será lançada pelo selo Upaon Mundo.

Mentoria

A edição 2022 do Conecta Música selecionou 10 bandas/artistas maranhenses para seu programa de aceleração de carreiras, patrocinado por Natura Musical: Alkalines, BIOdz, Camila Reis, Dicy, Fuega, Yann Kaminski, Luma Pietra, Nathalia Ferro, Pamela Maranhão e Pantera Black. 

Cada selecionado receberá mentoria de carreira e gravará um single com produtores profissionais e reconhecidos nacionalmente, além de registro audiovisual e fotográfico.

Três curadores convidados escolheram as melhores propostas, dentre as mais de 80 inscritas: Marcelo Damaso (Festival Serasgum/PA), representando a Amazônia legal; Ana Morena, presidente da Associação Brasileira de Festivais Independentes e representante do Nordeste com o Festival do Sol/RN); e Marta Crioula (Festival Satélite de Brasília), especialista na curadoria de sons periféricos.

O registro audiovisual será realizado pela equipe dos cineastas Tássia Duhr, Sunday James e Lucas Sá e o ensaio fotográfico leva a assinatura de Laila Razzo. Os singles e vídeos dos artistas e bandas selecionados serão lançados divulgados pelas redes sociais do festival e nas plataformas digitais de música e audiovisual. Veja cronograma abaixo.

Esta é a segunda edição do Conecta Música nesse formato. Nos anos anteriores, o projeto contemplou, dentre outros artistas, Afrôs, Butantan, Hugo Gugs, Regiane Araujo, The Caldo de Cana e Pantera Black.

O Conecta Música é uma realização do Festival BR135, iniciativa da dupla Criolina, Alê Muniz e Luciana Simões, que integra o Fórum Amazônia Legal, voltado à valorização de artistas, produtores e eventos da região.

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.