Polêmica

Pai de Paul Walker entra na Justiça contra a montadora Porsche

Paul Walker III alega que o veículo necessitava de equipamentos de segurança.

Na Mira

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h37
(Foto: Reprodução / Internet)

ESTADOS UNIDOS – O pai de Paul Walker, Paul Walker III, abriu, nessa quinta-feira (25), um processo na Justiça contra a montadora Porsche. Em novembro de 2013, o ator morreu após um acidente de carro dentro de um Porsche Carrera GT.

No processo, o pai de Paul alega que o veículo, do qual ele era passageiro, necessitava de equipamentos de segurança, a exemplo de reforços da porta lateral e sistema de controle de estabilidade. No documento, consta que a montadora "tinha consciência da instabilidade e dos danos desse modelo do veículo".

Em setembro de 2014, Meadow Walker, filha do ator, abriu um processo por homicídio culposo contra a marca de carros. Os advogados dela afirmam que o cinto de segurança foi responsável por quebrar as costelas e pélvis de Paul, deixando-o preso no banco do passageiro.

Na semana passada, a Porsche emitiu um comunicado afirmando que Paul Walker foi o responsável pela morte dele, pois ele teria utilizado do veículo de forma negligente.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.