Concurso de desenho

Ceiri e CCN divulgam resultados do concurso de desenhos afros

Os desenhos foram produzidos por estudantes da rede pública de ITZ.
Angra Nascimento / Imirante Imperatriz16/10/2015 às 12h06

IMPERATRIZ - A Coordenação de Educação da Igualdade Racial de Imperatriz (Ceiri) e o Centro de Cultura Negra Negro Cosme divulgaram na última quarta-feira (14), o resultado do Concurso de Desenhos Afro-Brasileiros promovido no 13º Salão do Livro de Imperatriz (Salimp).

Os desenhos que foram produzidos por estudantes dos ensinos Médio e Fundamental da rede pública de Imperatriz, estiveram expostos no Salimp e disponíveis para votação do público no período de 3 a 8 de outubro.

Quase 3 mil pessoas votaram e elegeram os três melhores desenhos, entre os 50 que estavam disponíveis nas duas categorias. Do Ensino Fundamental, venceu a obra do estudante Laylson Rodrigues Gomes do 9º ano da Escola Municipal Luís de França Moreira, com 306 votos.

Em segundo e terceiro lugar ficaram os desenhos das estudantes Camila Duarte Viana da Silva da Escola Municipal Frei Paulo de Graymoor, com 207 votos, e Gabriela Nascimento Moura da Escola Municipal Pedro Abreu com 198 votos.

Na categoria Ensino Médio o vencedor foi o estudante do 2º ano do CE Raimundo Soares da Cunha, Israel da Costa Lima Castro, o desenho dele recebeu 529 votos. O estudante foi seguido por José Eduardo Gomes do CE Newton Barjonas Lobão, que obteve 297 votos e Fernanda Brenda do Nascimento Ribeiro, do CE Dorgival Pinheiro de Sousa, com 292 votos.

Sobre a participação do Centro de Cultura negra Negro Cosme (CCNNC) na promoção do concurso, a presidenta da instituição destaca que é de grande importância o CCN incentivar, apoiar e realizar qualquer ação educativa de valorização da história e da cultura do povo negro.

Para ela, nesse concurso de Desenhos Afros, que trata do protagonismo da juventude negra, evidencia o/a jovem negro/a e possibilita a sua valorização enquanto atores e atrizes sociais na luta contra as desigualdades raciais do nosso país.

O objetivo do concurso é valorizar o protagonismo da juventude negra na superação das desigualdades raciais que recaem sobre esta importante parcela da sociedade brasileira, e também, refletir sobre os índices de vulnerabilidade juvenil à violência e desigualdades raciais.

Neste ano, do concurso abordou a mesma temática da Semana da Consciência Negra, que será realizada em novembro e discutirá “o Protagonismo da Juventude Negra pela superação das desigualdades raciais”.

Para a Presidenta Doralice Mota, esse tema reflete sobre as desigualdades raciais que colocam a juventude negra em situações desfavoráveis na sociedade brasileira. Além disso, possibilita o despertar da juventude para que se torne protagonista na construção da sua história e na superação das desigualdades.

A equipe responsável pelo concurso ressaltou ainda, que, independente do resultado, a vitória foi de todas as escolas e comunidade em geral. “O envolvimento das escolas e de todos os visitantes, somada à beleza e qualidade dos trabalhos dos estudantes, fez com que o estande dos desenhos afros tornasse uma grande atração no XIII Salimp”.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.