Dicas de especialista

Cinco dicas para quem planeja fazer cirurgia plástica

Falamos com o Cirurgião Plástico Dr. Adriano Mesquita Bento, que é formado em medicina há 10 anos. Ele é Chefe de Equipe no Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Israelita Albert Einstein.
Divulgação / Assessoria 06/09/2021 às 11h00
Cinco dicas para quem planeja fazer cirurgia plásticaNada melhor do que consultar um especialista em cirurgia plástica, para nos tirar algumas dúvidas. (Foto: Divulgação)

BRASIL - Muitas pessoas no Brasil desejam fazer cirurgia plástica, seja ela estética ou reparadora. E estamos falando de cirurgia, não é mesmo? Precisamos nos preparar para este procedimento. Nada melhor do que consultar um especialista em cirurgia plástica, para nos tirar algumas dúvidas.

O Cirurgião Plástico Dr. Adriano Mesquita Bento, chefe de equipe no Corpo Clínico de Cirurgia Plástica do Hospital Israelita Albert Einstein, listou algumas dicas para desmitificar as dúvidas mais frequentes relacionadas a cirurgia plástica. Afinal, ajudar os seus pacientes a recuperar a autoestima e deixá-los mais confortáveis para realizar o procedimento é o seu maior desejo.

Dr. como escolher um profissional ideal para fazer uma cirurgia plástica?

O principal é se informar sobre a formação do profissional. O título de cirurgião plástico só é possível após seis anos de faculdade de medicina e pelo menos dois anos de residência médica em cirurgia geral, seguidos por pelo menos três anos de residência médica em cirurgia plástica. É importante lembrar que o paciente precisa ter empatia com o profissional. De nada valem todos os títulos e anos de estudo se o médico não consegue escutar os anseios do paciente e buscar a forma mais segura e ética de alcançar os objetivos, inclusive alinhando as expectativas do paciente às possibilidades reais. Priorizar um cirurgião que opere com a sua própria equipe, cirurgião auxiliar e anestesista próprios, também garante que o procedimento seja realizado com maior sintonia entre os integrantes.

Quais são os cuidados com a saúde que se deve ter para quem deseja realizar procedimentos como esses?

Procedimentos cirúrgicos estéticos devem ser realizados em pacientes que estejam no seu melhor momento de saúde possível. Isso significa que tudo relacionado ao histórico de saúde do paciente que possa interferir na segurança do procedimento deve ser controlado, por exemplo parar de fumar, realizar atividade física regular, estar em uma faixa de peso saudável. Com isso, os riscos de complicações mais graves caem consideravelmente. A preparação é essencial. Uma boa avaliação pré-procedimento, com um cirurgião plástico será o melhor caminho. Podemos assim avaliar com calma, e as dúvidas do paciente serão esclarecidas.

De que forma uma cirurgia plástica pode elevar a autoestima de uma pessoa? É importante trabalhar a autoestima antes mesmo de realizar o procedimento? Se sim, por quê?

Costumo dizer que a cirurgia plástica serve para pacientes que gostam do seu próprio corpo, e que o motivo para procurar melhorá-lo é justamente este amor-próprio. O paciente deve procurar um procedimento para si próprio, e nunca para agradar outra pessoa, ou seguir um padrão. Deve se tomar cuidado ainda quando o paciente acredita que mudanças em seu corpo, trarão mudanças em aspectos de sua vida que não estejam como gostaria, por exemplo, relacionamentos, emprego. Um sinal de alerta, é quando o profissional percebe que a motivação para o procedimento é a solução para um problema externo. A autoestima sempre vai melhorar quando o procedimento estiver bem indicado e o paciente estiver em um momento bom consigo mesmo.

O que se deve levar em consideração antes e após o procedimento cirúrgico?

O paciente deve estar motivado por conta própria para realizar o procedimento, ciente de todos os riscos envolvidos ao procedimento, e dos benefícios que este lhe trará. Deve ainda estar ciente de quanto poderá se avançar em direção ao resultado desejado, e que não existe uma garantia de que o resultado, seja exatamente como o paciente espera. Afinal estamos falando de corpo humano. Participamos de todas as fases do processo. O paciente deve estar no seu melhor momento de saúde, com suas eventuais comorbidades completamente controladas, e exames pré-operatórios sem alterações.

Outro ponto importante é investigar o senso estético do profissional escolhido. O paciente mais satisfeito é aquele que consegue expor o que acha agradável, o que gostaria de alcançar, e que esteja de acordo com a opinião do cirurgião escolhido. Algumas vezes, o procedimento não tem o melhor desfecho possível por falta de comunicação, ou por escolha do profissional baseado apenas em fatores como presença em rede social, atuação em algum influenciador digital, ou mesmo preço. Além disso, é válido priorizar um cirurgião que opere com a sua própria equipe, com cirurgião auxiliar e anestesista próprios, o que garante que o procedimento seja realizado com maior sintonia entre os integrantes.

Tudo é um processo de cuidado, pesquisa e muita conversa, para que se chegue a um denominador comum que vai deixar o paciente se sentindo satisfeito e com a autoestima elevada!

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.