Histórico!

Liniker se torna a primeira artista trans a ganhar um Grammy Latino

Com o álbum "Índigo Borboleta Anil", Liniker foi premiada com a estatueta de "Melhor Álbum de MPB"

Na Mira

- Atualizada em 18/11/2022 às 09h08
Liniker se torna a primeira artista trans a ganhar um Grammy Latino
Liniker se torna a primeira artista trans a ganhar um Grammy Latino (Foto: Reprodução)

BRASIL - A cantora e atriz paulista, Liniker, de 27 anos, fez história na maior premiação de música latina na noite de ontem (17), no Latin Grammys, ao ser a primeira artista trans a levar uma estatueta no Grammy Latino.  

“Eu sou Liniker. Sou uma cantora, compositora e atriz brasileira. Hoje algo histórico acontece para a história do meu país: é a primeira vez que uma artista transgênero ganha um Grammy!”, disse ela, em espanhol sendo ovacionada pela plateia.

A cantora foi parabenizada pela deputada federal eleita, Erika Hilton, travesti, política do estado de São Paulo, e Presidenta da Comissão de Direitos Humanos. 

Liniker concorreu com nomes de peso da MPB ao levar para casa a estatueta de "Melhor Álbum de Música Popular Brasileira" com seu álbum "Indigo Borboleta Anil", como Caetano Veloso, Marisa Monte e Ney Matogrosso. 

Nascida em Araraquara, no interior de São Paulo, Liniker de Barros Ferreira Campos é cantora, compositora, atriz e artista visual brasileira da banda Liniker e os Caramelows. É conhecida por abranger o gênero soul e black music em suas composições e é considerada um dos grandes nomes da música popular brasileira contemporânea.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.