Casa Acolher

Dia das mães: Projeto promove venda de bonecas para manter ação social

O projeto social 'Casa Acolher', acolhe e atende pessoas com HIV/AIDS de todo Maranhão de forma gratuita.

Na Mira

O projeto 'Casa Acolher', realiza venda de bonecas artesanais feitas por pessoas voluntárias e acolhidas pelo projeto social.
O projeto 'Casa Acolher', realiza venda de bonecas artesanais feitas por pessoas voluntárias e acolhidas pelo projeto social. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

SÃO LUÍS - Projeto social promove campanha de Dia das Mães para o acolhimento de mães e mulheres portadoras do vírus HIV no Maranhão. O projeto 'Casa Acolher', realiza venda de bonecas artesanais feitas por pessoas voluntárias e acolhidas pelo projeto social. 

Com a comemoração do Dia das Mães cada vez mais perto, a ‘Casa Acolher’ promove campanha voltada para mulheres e mães portadoras do vírus HIV do estado. Com o nome “Dia das Mães Positivas” no dia 8 de maio, o projeto pretende realizar uma ação de resgate da autoestima e acolhimento dessas mulheres. 

"Sim, estaremos dando a essas mães positivas o resgate da suas autoestima e acolhimento. Contamos com a ajuda [de todos] para contribuir com esse momento especial dedicado às mães que acolhemos.", conta Paulo Ribeiro, responsável pelo projeto.

Na data comemorativa, o projeto irá oferecer de forma gratuita os serviços de: 

  • Limpeza de pele;
  • Maquiagem;
  • Kit com materiais de higiene;
  • Presentes.

A venda das bonecas feitas de forma artesanal por voluntárias e pessoas acolhidas pelo projeto é umas das maiores fontes de renda da Casa Acolher. Ao longo de quatro anos, a Casa Acolher já atendeu mais de 5.500 pessoas com diversos serviços de forma gratuita. Durante a pandemia a venda bonequinhas sustentáveis caiu de forma considerável, agora com o retorno das campanhas presenciais, o projeto se empenha em entrar os mais diversos serviços para melhor acolher seu público. 

O projeto fica localizado no bairro da Jordoa, na capital maranhense, recebe pacientes em Tratamento Fora do Domicílio (TFD), oferece suporte para pessoas com HIV, Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s) assim como seus familiares, com atendimentos psicológicos, jurídicos e sociais de forma gratuita. Além disso, os acolhidos em situação mais vulnerável recebem cestas básicas, doação de roupas, kits de higiene e preservativos.

Como ajudar:

Os chaveiros e bonecas podem ser encontrados em diversos pontos de venda espalhados por São Luís assim como na sede da Casa Acolher, localizado na Rua Muniz Barreiro, N° 61A, no bairro Jordoa, perto da sede da Hemomar, em São Luís.

Para facilitar doações e pagamentos, o projeto disponibiliza o número:

PIX: 07.603.977/0001-42 

CNPJ: CASA ACOLHER

Solicitação de encomendas podem ser realizadas pelo número: (98) 98818-6172

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.