Ação Trabalhista

Ex-funcionários do BBB movem ação trabalhista contra Boninho e TV Globo

Eles alegam que sofreram com assédio moral e insalubridade.

NA MIRA

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h01
O diretor da emissora ainda não se pronunciou.
O diretor da emissora ainda não se pronunciou. (Foto: divulgação)

Uma ação trabalhista movida por oito ex-câmeras do Big Brother Brasil tem como alvo a TV Globo e acusam o diretor José Bonifácio Brasil de Oliveira, 'Boninho', de assédio Moral e insalubridade no ambiente de trabalho.

Os profissionais que moveram a ação foram contratados através de uma empresa terceirizada e afirmam que foram humilhados pelo diretor da emissora. De acordo com eles, gritos e ofensas eram recorrentes durante a prestação de serviço e, um deles, afirma que 'Boninho' chegou inclusive a agarrar um deles pelo casaco após ter problema com uma das câmeras.

Além dessas acusações, também foi relatado insalubridade no ambiente de trabalho. Os ex-câmeras do BBB afirmaram que eram submetidos a péssimas condições de higiene e de trabalha e tinham que trabalhar durante nove horas seguidas em um corredor estreito e escuro.

No corredor citado por eles, havia ainda a presença de ratos, morcegos, ouriços, gambás, aranhas, marimbondos e cobras. Um deles afirmou que chegou a ser picado por uma aranha.

Os ex-funcionários afirmaram ainda que "As portas de emergência eram trancadas, o que inviabilizava eventual fuga do ambiente, sendo que eles trabalhavam próximos a bolos de fios, alguns desencapados, o que aumentava o risco ao qual eram submetidos”.

A emissora contestou as acusações. "As alegações da inicial são completamente inverídicas. Os reclamantes jamais sofreram qualquer tipo de humilhação por parte do diretor e, muito menos, foram submetidos a condições de trabalho inóspitas. Enfim, a inicial é repleta de inverdades", disse a emissora.

As informações são de Fábia Oliveira, do Jornal O Dia.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.