Responsabilidade Social

Casa Acolher: iniciativa louvável a portadores do Vírus HIV/Aids em São Luís

Em entrevista ao Plugado, na Mirante FM, Paulo Ribeiro, coordenador da Casa Acolher, fala dos serviços prestados pela entidade.

Pedro Sobrinho/Jornalista

- Atualizada em 06/12/2022 às 22h10
Paulo Ribeiro, assistente social e coordenador da Casa Acolher. Foto: Divulgação
Paulo Ribeiro, assistente social e coordenador da Casa Acolher. Foto: Divulgação (Divulgação)

O Dia Mundial de Combate à Aids é comemorado em 1º de dezembro e tem por função primordial alertar toda a sociedade sobre essa doença. Em meio a um problema que ainda incomoda à sociedade, existem iniciativas louváveis de acolhimento à portadores do vírus HIV/AIDS.

Criada pelo GASH (Grupo de Ação pela Solidariedade Humana), a CASA ACOLHER, localizada no bairro da Jordoa, próximo ao hospital PRESIDENTE VARGAS, em São Luís, é uma associação civil de direito privado, sem fins lucrativos, cujo propósito é receber pessoas vivendo e convivendo com HIV/AIDS de todo Maranhão. Em entrevista na noite dessa segunda-feira (5/12), no PLUGADO, na MIRANTE FM, PAULO RIBEIRO, assistente social e coordenador da entidade, trocou ideia com o jornalista PEDRO SOBRINHO, sobre as ações da entidade.

Entre algumas das ações da casa, Paulo destacou o projeto SOM QUE ACOLHE. "Desde março de 2022, realizamos o projeto “Som que Acolhe” voltado para o desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do ensino de música. A Casa Acolher já atendeu mais de 8.811 vidas desde 2018. Além de oferecer refeições diárias, a Casa destina apoio psicológico, jurídico e social de forma gratuita. Cestas básicas, roupas, preservativos e kits de higiene também são distribuídos. No “Som que Acolhe” 17 crianças e adolescentes estão recebendo
aulas de segunda a quinta-feira todas as semanas", enfatiza.

Além do Som que Acolhe, a entidade oferece outros serviços como assistência social, atendimento psicológico, jurídico, três refeições diárias, café solidário, distribuição de cestas básicas e kits de higiene. Tudo gratuitamente.

Para que você seja um doador, eis os contatos: Telefone/Whatsapp/Pix: (98) 98818-6272 ou pelo instagram: @casaacolherma ou pela Agência do Banco do Brasil: Agência: 1414-1 C/C. 65965-7 CNPJ 07.603.977/0001-42

Raio X

De acordo com dados do Governo do Maranhão, até o mês de outubro de 2022, o Maranhão notificou 1.852 casos positivos para HIV. Em todo o ano passado, o estado registrou 2.299 pessoas com HIV.

E para conscientizar à população maranhense, acontece nesta quarta-feira (7), a partir das 16h, na Praça Nauro Machado, no Centro Histórico de São Luís, a abertura da campanha “Deu Match! Curta e Compartilhe a prevenção!”.

Este ano, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) busca aproximar o Dezembro Vermelho, mobilização de luta contra HIV/Aids, de adolescentes e jovens, público com maior aumento entre os novos positivos.
 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.