Revela Som

Luma Pietra faz show de música autoral, sábado, na Escadaria da Rua do Giz

O show da jovem cantora e compositora maranhense, de 19 anos, faz parte do projeto Revela Som, idealizado pelo jornalista Pedro Sobrinho.

Pedro Sobrimho/Jornalista

- Atualizada em 16/09/2022 às 22h32

LUMA PIETRA, a jovem cantora e compositora, de apenas 19 anos, faz show único neste sábado (17/9), a partir das 20h, na Entrenós, localizada na ESCADARIA DA RUA DO GIZ, na PRAIA GRANDE. Natural de Pindaré-Mrim, LUMA é uma promessa da música produzida no Maranhão pela personalidade musical e consistência no trabalho autoral. No show, que faz parte do projeto REVELA SOM, ela será acompanhada por HUGO CÉSAR (guitarra), ADIEL TELES (baixo) e LEO VANDER (bateria), além da participação do cantor, compositor e produtor musical, argentino MARTIN MARASSa E DAWID PORTA A abertura será feita pelo DJ Pedro Sobrinho garantindo o aquecimento e diversão de quem sair de casa para apreciar música, a arte que salva !

Luma Pietra: cantora e compositora maranhense. Foto: Divulgação
Luma Pietra: cantora e compositora maranhense. Foto: Divulgação

- O meu repertório traz referências, releituras e músicas autorais já lançadas, sendo uma exclusiva. Será um show em que estarei muito bem acompanhada tendo Hugo César harmonizando na guitarra, Adiel Teles, no baixo garantindo os graves, e Léo Vander, na bateria cheia de groove. Teremos, ainda, as participações de Martin Marassa e Dawid Porta, além da discotecagem de Pedro Sorbinho como aquecimento do rolê - comenta Luma.

REVELA SOM

Sobre o projeto REVELA SOM, LUMA diz que foi concebido, por meio de várias trocas de ideias, entre eu e Pedro Sobrinho, que perceberam a necessidade de quebrar paradigmas sobre ETARISMO, movimentar a cena musical de São Luís divulgando o que está sendo feito no universo autoral produzido aqui.

- É um projeto que nasceu através do diálogo, do conceito de coletivo à dois, e que tenho o privilégio de dar o "start". A parceria com o jornalista e DJ Pedro Sobrinho tem sido bastante produtiva. Graças ao Revela Som terei a oportunidade de poder interagir com a plateia apresentando a ela a música que eu faço. Por isso, quero contar com a presença de todos e celebrarmos juntos à música e o poder que ela tem de divertir e transformar", ressalta Luma.

Para Pedro Sobrinho, o REVELA SOM é mais uma ideia que sai da cabeça dele e compartilhada com a artista Luma Pietra. Para ele, o principal objetivo do projeto é divertir e quebrar preconceitos e desmistificar o conceito de etarismo.

- O bom da arte é saber que ela tem o Poder de transformar, fazer refletir e desconstruir conceitos enraizados com o tempo. E a música como uma arte empoderada acolhe o projeto REVELA SOM, que traz a jovialidade musicalidade autoral de LUMA PIETRA e a experiência do meu trabalho de pesquisa com a música para um ambiente aberto, democrático, que é a Escadaria da Rua do Giz, na Praia Grande. Será uma conexão musical, de ideias distintas, mas sobretudo, um encontro pra fortalecer a nova cena musical local, demistificar o tal etarismo como um rótulo de lacração. Entendo eu que devemos colocar vida em nossas idades, seja ele de zero a 100 anos - brinca Pedro Sobrinho.

SERVIÇO:

O QUÊ: PROJETO REVELA SOM. DISCOTECAGEM PEDRO SOBRINHO / POCKET SHOW COM LUMA PIETRA & BANDA

QUANDO: 17/9/2022 - SÁBADO

HORÁRIO: 20h

ONDE: ENTRENÓS (ESCADARIA DA RUA DO GIZ, NA PRAIA GRANDE)

INGRESSOS: R$ 10,00 PAGOS NO PIX OU CHAPÉU...

LUMA PIETRA  

Luma Pietra no auge dos seus 19 anos está em busca da ascensão na arte, onde passeia por vários estilos musicais, sendo os de maior influência: MPB, Reggae e Latino-Americanas.

Nascida em Pindaré-Mirim, mas Criada em São Luís do Maranhão, a arte do seu lugar a fez desenvolver um olhar sensível sob o mundo, as pessoas, a natureza e nos mínimos detalhes de cada dia. Logo, musicar a vida foi o resultado dessa sensibilidade, Luma começou escrever e cantar sobre seus sentimentos mais profundos, descobriu que compor era a forma mais verdadeira de se expressar.

No ano de 2021, à convite da produtora musical ‘Nume Records’, participou do acústico Nume #2 com o lançamento de Essência.  A partir daí, em direto contato com o público, tocando pelos barzinhos da cidade. Incluindo - Buriteco Café, EntreNós, Black Cat Pub, e parques de alimentação.

Logo após, o lançamento do seu 1º single ‘O Voo’ vêm conquistando espaço na cena autoral. Sendo uma das selecionadas pelo Conecta Música- Festival BR135 e Natura Musica,em que foi contemplada pela aceleração de carreira lançando “Poderosa Gaia”. Como foco tem seu trabalho autoral e gosta de imprimir sua identidade por onde passa. Com autenticidade quer seguir a fundo com esse sonho de consumo e cumplicidade com a música que começa no agora.

DJ PEDRO SOBRINHO

E como já diz Carlinhos Brown, em “Magalamabares”, “Quem tem Deus como Império no Mundo não Está Sozinho”. Paralelo ao Desentope Batucada, o DJ Pedro Sobrinho tem o projeto pessoal “Mixando o Mundo”.

Criado e capitaneado por ele, o projeto já percorreu capitais brasileiras, tais como, Fortaleza, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Entre outros projetos têm QUARTA BOM QUE DÓI, no CANTO DO TONICO, TIM RADIOATIVIDADE, no ARMAZÉM DA ESTRELA e PÔR DO SOM, juntamente com DJ FRANKLIN, no L'APERO.

No line up, teve ainda os‘brothers´s Barata (DF) e DJ Oops (DF) e das bandas Catarina Dee Jah (PE) com participação da cantora Lurdez da Luz (SP), no TAPAS (SP) e CALAF (BSB).

Produziu eventos como FESTIVAL CABECA DE NEGO, BAILE DO CABELO CRESPO E DO SOUNDSYSTEM, etc.

Em 2021, o DJ Pedro Sobrinnho fez incursão por diversos festivais de música, entre outras artes integradas em São Luís, entre os quais, FEIRINHA CRIATIVA CAFÉ CUXÁ, RODA DE SOM, FESTIVAL ENCANTARIAS e CARCARÁ MUNDI, ENTRELAÇOS (PROJETO PEDRINHAS EM AÇÃO-ONG NAVE), FESTIVAL BR-135, FESTIVAL ZABUMBADA e por último a FEIRA PERTINHO DE CASA, dia 3 de setembro de 2022.

DJ Pedro Sobrinho impõe sua personalidade, gosta de experimentar, seja tocando bossa nova, afrobeat, jazzy, coco, mina do Maranhão, indie-rock, música ucraniana, africana, cubana, cumbia colombiana, dub, dubplate, animando festinhas em casa, de aniversário, casamento, batizado, bar temático, etc. O que ele gosta é de tocar a tradição e modernidade, o lado A ou lado B da música percebendo que tudo sej resume apenas em um lado da moeda. Portanto, o que ele gosta é correr mundo com a sua discotecagem.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.