Violência

Índios morrem durante tiroteio na BR-226, entre Grajaú e Barra do Corda

Dois índios morreram e outros quatro ficaram gravemente feridos.
Imirante.com, com informações da PRF-MA 07/12/2019 às 15h45
Foto: divulgação/PRF

MARANHÃO - Um grupo de indígenas bloqueou a BR-226, neste sábado (7), após um registro de tiroteio nas próximidades do local, que causou um tumulto em um trecho da rodovia que fica entre os municípios de Grajaú e Barra do Corda, no interior do Estado.

Veja:

De acordo com as primeiras informações liberadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF-MA), houve um tiroteio no local e a morte de dois índios foi confirmada. Um deles foi identificado como Firmino Silvino Guajajara. Outros quatro índios ficaram gravemente feridos.

A equipe da PRF informou, ainda, que testemunhas presentes no local viram os tiros sendo disparados de dentro de um veículo Celta, na cor branca, que reduziu a velocidade ao passar pela rodovia.

Os indígenas feridos já foram encaminhados a um hospital.

Membros da Funai estão no local, juntamente com a equipe policial para investigar a motivação do crime. Há a hipótese do tiroteio ter iniciado por um indivíduo que reagia a um assalto. Entretanto, a equipe da polícia ainda investiga o real motivo dos disparos.

Violência

Além do registro dos disparos, houve também um ataque a um ônibus de viagem. Um grupo de índios apedrejou e quebrou as janelas do ônibus, que transportava diversas pessoas, inclusive crianças.

Em nota, a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) informou que está acompanhando as investigações junto à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e representantes da Fundação Nacional do Índio
(Funai).

Leia a nota na íntegra:

Sobre o atentado contra lideranças indígenas Guajajara ocorrido neste sábado, 07, na BR-226, entre as Aldeias Boa Vista e El Betel, a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) informa que está acompanhando o caso junto à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e representantes da Fundação Nacional do Índio
(Funai).

Neste momento, uma equipe técnica da Sedihpop encontra-se em deslocamento à Jenipapo dos Vieiras. A SSP, por meio das Polícias Civil e Militar, está no local, tomando as providências cabíveis.

Os indígenas feridos já foram encaminhados para o hospital, com apoio do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) do Maranhão.

Até o momento, dois óbitos foram confirmados.

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), informou o caso à Polícia Federal, solicitando a adoção das medidas cabíveis.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.