Investigação

Juiz que mandou prender atendentes da TAM será investigado pelo CNJ

Ele é suspeito de estar envolvido com organização criminosa.
Imirante.com21/05/2015 às 21h02

SÃO LUÍS - Suspeito de ter cometido outras infrações, Marcelo Testa Baldochi, o juiz que deu voz de prisão a dois funcionários da TAM Linhas Aéreas, deverá ser investigado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por supostamente ter interferido em uma sindicância sobre a possível participação dele em uma organização de roubo e abate de gado.

Baldochi é acusado de intimidar testemunhas da investigação, por ter pedido que elas esclarecessem as acusações feitas contra ele. Diante de outro magistrado, as testemunhas negaram o que tinham dito ao Ministério Público.

O CNJ também deve apurar outras acusações contra o juiz sobre conduta irregular e suposta violação de competência, além do caso contra os atendentes da TAM.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.