Investigação

Chave presa à roupa em cadáver tira dúvida de famílias na identificação de corpo

O corpo foi encontrado no matagal de uma fazenda em João Lisboa.
Imirante Imperatriz11/01/2019 às 20h47
Chave presa à roupa em cadáver tira dúvida de famílias na identificação de corpo O corpo foi encontrado em estado avançado de decomposição. (Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ - O achado cadavérico registrado ontem à noite em João Lisboa (10) causou dúvida com relação à identificação do corpo, já que uma família de Davinópolis reclamou à polícia, sobre a possibilidade de se tratar de um jovem que está desaparecido. Também havia a suspeita de se tratar do corpo de um jovem de João Lisboa.

Leia também: Corpo em estado avançado de decomposição é encontrado em fazenda

Duas famílias reclamam corpo encontrado em fazenda

O delegado Fabian Kleine esteve no IML e com o auxílio de uma chave encontrada na roupa que envolvia o cadáver, foi constatado que o corpo em estado bastante avançado de decomposição é do jovem Elias Manoel.

“Nós fomos até o IML e lá recolhemos uma chave que estava na bermuda do cadáver. Limpamos essa chave e fomos inicialmente pra Davinópolis, lá ela não abriu nenhuma porta de residência da família que reclama o corpo, a camiseta e o boné também eles não reconheceram. Viemos até João Lisboa, na casa do Elias Manoel Lima, e a chave abriu tanto o cadeado do portão da frente quanto a porta dos fundos da residência. Então fica identificado como Elias. Fomos conversar com a família, tem uns parentes que moram na casa da frente que acham que ele desapareceu entre o Natal e o Ano Novo. Vamos instaurar um inquérito policial pra apurar”, disse o delegado Fabian Kleine.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.