Investigação

Suspeitos de espancarem interno na Funac de Imperatriz são ouvidos

Os primeiros levantamentos apontam que o espancamento foi motivado por uma rixa entre os internos.
Imirante.com10/01/2020 às 08h11
Suspeitos de espancarem interno na Funac de Imperatriz são ouvidosInternos agrediram adolescente dentro da Funac Três Poderes. ( Foto: Divulgação)

IMPERATRIZ – A polícia avança nas investigações sobre o caso do adolescente espancado dentro da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac) dos Três Poderes, em Imperatriz. Nessa quinta-feira (9), foram ouvidos pela Promotoria da Infância e da Juventude os seis adolescentes suspeitos de envolvimento no espancamento.

O Ministério Público quer saber se a versão dos adolescentes que participaram da agressão é a mesma da Funac, que diz que o interno foi agredido após ameaçar outro sócio-educando.

Após ouvir os suspeitos, medidas serão tomadas pelo Ministério Público. Os depoimentos dos adolescentes e de testemunhas devem ajudar a apurar as circunstâncias do fato. “Foi um incidente que foi provocado por rixa entre os próprios sócio-educandos”, afirmou o promotor da Infância e Juventude, Aleilton Júnior.

O jovem, de 19 anos, que participou do espancamento, foi transferido para a Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI). Ele será investigado pelo crime de tentativa de homicídio. Já os outros cinco adolescentes devem ser representados pelo Ministério Público por ato infracional correspondente a tentativa de homicídio.

A briga que resultou no adolescente gravemente ferido aconteceu na terça-feira (7), dentro da unidade de internação. O jovem agredido está internado em estado grave do Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), o Socorrão. Ele cumpre pena na Funac por ato infracional análogo ao um homicídio ocorrido em Imperatriz.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.