Em Imperatriz

Empresário acusado de atropelar e matar casal segue preso

Roberval Campos foi preso em flagrante, após atropela e matar o casal nesse domingo, na BR-010.
Angra Nascimento/Imirante.com20/05/2019 às 11h35
Na motocicleta estavam o professor Antonio José da Silva e Edileia dos Santos Silva

IMPERATRIZ – O empresário do ramo de farmácias, Roberval Campos, segue preso na Delegacia da Polícia Civil de Imperatriz, após ter atropelado e matado um casal que estava em uma motocicleta, nesse domingo (19), na BR-010, próximo a barreira da Polícia Militar.

Leia também:

Professor morre em grave acidente de trânsito na BR-010

Homem morre atropelado por carreta na BR-010

Roberval estava dirigindo uma caminhonete sentido Imperatriz, quando perdeu o controle do veículo e invadiu a pista contrária. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal do Maranhão (PRF-MA), ele estava em alta velocidade e acabou colidindo frontalmente com a motocicleta, após tentar fazer uma ultrapassagem.

A moto era pilotada por Edileia dos Santos Silva, 33 anos. Na garupa estava o professor Antonio José da Silva. Com o impacto, os corpos foram arremessados para fora da pista, sendo que o corpo do professor só foi encontrado na madrugada desta segunda-feira (20), por amigos que continuaram as buscas, após os bombeiros encerrarem os trabalhos na noite de domingo e com previsão de retorno para esta segunda.

Na garupa da motocicleta estava o professor Antonio José da Silva. Foto: Divulgação

O motorista Roberval Cardoso não fugiu do local, sendo preso por agentes da PRF-MA, e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, em Imperatriz. A caminhonete, após a colisão, desceu um abismo ficando mais de 50 metros do local da batida. Já a motocicleta ficou completamente destruída. Apesar da violência do acidente, Roberval não sofreu ferimentos.

O motorista da caminhonete foi submetido ao teste de etilômetro, que constatou elevado teor de álcool. Testemunhas, também relataram que o empresário foi visto ingerindo bebida alcoólica em uma cavalgada no Setor Agrícola. Ele foi autuado em flagrante pelo crime Homicídio Doloso, Artigo 302, parágrafo 3º, e está à disposição da Justiça.

Vítimas

Edileia era de Itaguatins, mas há três meses estava morando em Governador Edison Lobão. Já o professor Antonio José era de São Luís,e morava há muitos anos em Governador Edison Lobão, onde lecionava na rede estadual de ensino. Ele foi autor da letra do hino da cidade, e também era o organizador do “Soletrando”.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.