Interditado

Prédio do Socorrinho de Imperatriz continua lacrado após incêndio

Por enquanto ainda não há uma previsão de quando a unidade vai voltar a funcionar.
Angra Nascimento/Imirante.com12/03/2019 às 09h23
Prédio do Socorrinho de Imperatriz continua lacrado após incêndioIncêndio atingiu o Socorrinho (Foto: Reprodução)

IMPERATRIZ – O prédio do Hospital Municipal Infantil de Imperatriz, o Socorrinho, permanece lacrado desde o incêndio, ocorrido no dia 2 deste mês. Por causa das chamas, os pacientes que estavam internados tiveram que ser transferidos para hospitais da rede particular e também da região, para continuarem o tratamento.

Por enquanto, ainda não há uma previsão de o hospital voltar a receber pacientes.

Relembre:

Incêndio obriga transferência de pacientes do Socorrinho, em Imperatriz

Incêndio no Socorrinho foi provocado por curto-circuito

A coordenação da unidade de saúde está aguardando laudos das perícias técnicas realizadas pelo Instituto de Criminalista (Icrim), e pelo Corpo de Bombeiros. “O prédio está lacrado, não temos acesso a ele. Estamos aguardando resposta dos bombeiros e Icrim com os laudos para que a gente possa ver o que vamos fazer num segundo momento”, ressaltou a secretária-adjunta de saúde, Mariana Jales.

Enquanto isso, os atendimentos a pacientes que em sua maioria são crianças, estão sendo feitos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) da Bernardo Sayão e bairro São José. O Socorrinho recebia pacientes de Imperatriz e toda região Tocantina.

“O atendimento pediátrico está sendo feito na UPA do São José. É um atendimento mais clínico, como febre, dor de cabeça. Já os atendimentos de urgência e emergência estão sendo feitos no próprio Hospital Municipal de Imperatriz, o Socorrão, onde lá montamos um pronto-socorro infantil”, esclarece a secretária-adjunta.

Com relação aos atendimentos voltados para pessoas adultas, estão sendo feitos também no Socorrão, além da UPA da Bernardo Sayão e nos postos de saúde.

Perícia do Icrim

Na semana passada o Icrim realizou uma perícia técnica nas dependências da unidade, que apontou um curto-circuito como causa do incêndio. O laudo deve ficar pronto em até 10 dias. A coordenação do hospital segue aguardando uma perícia técnica do Corpo de Bombeiros, que por falta de um profissional habilitado ainda não foi feita.

Na semana passada, o Ministério Público do Maranhão enviou uma recomendação à prefeitura de Imperatriz pedindo urgência na restauração do prédio e reabertura para funcionamento.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.