Operação Alta Pressão

Exército fiscaliza vendas de armas e munição em Imperatriz

Os alvos são pessoas físicas e jurídicas envolvidas com o comércio de armas de fogo.
Tátyna Viana/Imirante.com16/10/2018 às 13h25
Exército fiscaliza vendas de armas e munição em ImperatrizNa área da Amazônia Oriental, as atividades no Maranhão estão concentradas em Imperatriz e cidades vizinhas. (Foto: Reprodução / Internet)

IMPERATRIZ - Entre os dias 16 e 18 de outubro, o Comando Militar do Norte e a 8ª Região Militar, por meio da Seção de Fiscalização de Produtos Controlados, desencadeia a Operação Alta Pressão VII. A ação tem o objetivo de intensificar a fiscalização do comércio de armas de fogo e munições no Pará, Maranhão e norte do Tocantins.

Leia também:

Tiroteios terminam com duas mortes em Imperatriz

Grave acidente deixa três feridos na BR-010

Na área da Amazônia Oriental, as atividades no Maranhão estão concentradas em Imperatriz e cidades vizinhas, no Pará em Marabá, Santarém, Altamira e Itaituba, além de Araguaína, no Tocantins. Ao todo são 125 militares do Exército e 15 representantes dos OSOP trabalhando na Operação Alta Pressão VII.

Os alvos são pessoas físicas e jurídicas envolvidas com o comércio, o tráfego e a utilização de armas de fogo, munições e produtos correlatos, tendo como prioridade os estabelecimentos comerciais registrados no Exército e visa reduzir as oportunidades de esses produtos pararem no comércio ilegal.

Alta Pressão VI

A Alta Pressão VI, ocorrida em junho deste ano, alcançou resultado expressivo. Foram 12 autuações, sendo apreendidas 36 armas de fogo, 6.850 munições, 3 quilos de pólvora, 835 estojos, 1.500 espoletas, cinco armas de pressão, uma luneta e uma mira laser. Ao todo, foram fiscalizados 27 estabelecimentos comerciais, percorrendo uma distância de 3.978 quilômetros.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.