Handebol feminino

Ana Paula fala da atuação na Tóquio 2020; sobre Olimpíada de Paris futuro é incerto

"Não foi o resultado que a gente esperava", disse a atleta do handebol.
Imirante.com, com informação da Mirante AM11/08/2021 às 08h47
Ana Paula fala da atuação na Tóquio 2020; sobre Olimpíada de Paris futuro é incertoAna Paula voltou para casa após mais uma participação nos jogos olímpicos. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

SÃO LUÍS - A jogadora Ana Paula Rodrigues, da seleção brasileira feminina de handebol, comentou sobre sua atuação e também da equipe na Olimpíada de Tóquio, em entrevista à Rádio Mirante AM, na manhã desta quarta-feira (11).

“Acho que o grupo que o Brasil tava nos jogos olímpicos era um grupo muito, muito forte. A gente sabia que todos tinham chance de passar para as quartas de final. Infelizmente, não foi o resultado que a gente esperava, mas a gente sabe que a gente jogou em alto nível como todas as equipes de igual para igual com todo mundo”, afirmou a atleta maranhense.

Ana Paula, que foi convocada para os jogos olímpicos pela quarta vez, ressaltou que diferente das edições anteriores, houve muitas restrições no dia a dia por causa da pandemia da Covid-19. “Foi bastante diferente do que a gente tá acostumado. A gente tava numa bolha, da vila pro treono, ou da vila pro jogo, não podia sair, visitar a cidade, nem nada. A gente ficou ali mesmo naquele reduto dos atletas, naquela rotina”, contou.

A atleta chegou a São Luís, na última quinta-feira (5). No Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, na capital, a atleta foi recebida pela família e amigos em uma festa verde e amarela que seguiu até o bairro Liberdade, onde fica a casa dos pais de Ana Paula. “Eu sempre falo e agradeço a Deus por ter muitas pessoas boas que torcem por mim, que estão do meu lado independente do resultado. Foi como sempre, com medalha ou sem medalha, a festa lá, todo mundo me recebeu, me aplaudiu e foi maravilhoso receber o carinho de todo mundo aqui”, destacou.

Questionada sobre o que planeja para a Olimpíada de Paris, em 2024, se vai para mais uma disputa em busca de medalha, a maranhense deixou a possibilidade aberta, ainda a ser pensada. “não sei, essa é uma pergunta que eu não posso responder agora, ainda falta três anos”, pontuou.

Ouça a entrevista completa:

Ainda este mês ela embarca para a Romênia, onde fechou contrato para jogar por dois anos.

Depois de chegar na Romênia, Ana Paula segue com o time para a Dinamarca, por isso o tempo em São Luís será de no máximo nove dias para aproveitar com a família e amigos.

Handebol na Olimpíada de Tóquio

A seleção feminina de handebol foi derrotada pela França por 29 x 22 e se despediu dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no dia 2 deste mês, no Estádio Nacional Yoyogi. A equipe, comandada por Jorge Dueñas, não resistiu à forte defesa e rápido ataque francês e foi eliminada da competição na primeira fase. A campanha brasileira em Tóquio teve uma vitória, contra a Hungria, um empate com a Rússia, e três derrotas (Espanha, Suécia e França).

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.