Imirante 22 anos!

Portal Imirante completa 22 anos com esporte no seu "DNA" e coberturas históricas

Imirante Esporte narrou fatos memoráveis do Maranhão, do Brasil e do Mundo.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 24/09/2022 às 09h13
Esporte sempre esteve no DNA do Portal Imirante
Esporte sempre esteve no DNA do Portal Imirante

SÃO LUÍS – Desde o dia 1º deste mês de setembro, o Imirante.com iniciou a celebração dos seus 22 anos relembrando a trajetória que o transformou no maior portal de notícias do Maranhão. Agora, chegou a vez de falar do esporte, editoria que está no “DNA” do portal e acumula coberturas históricas nestas mais de duas décadas de jornalismo feito com carinho e responsabilidade. Histórias como o pentacampeonato da Seleção Brasileira de futebol masculino, em 2002, o surgimento do Troféu Mirante – maior premiação do esporte maranhense –, em 2005, os grandes campeões maranhenses no futebol e a medalha histórica de Rayssa Leal em Tóquio são alguns dos destaques desses 22 anos acompanhando tudo que acontece no cenário esportivo do Maranhão, do Brasil e do mundo.

*2002 

Brasil pentacampeão 

Seleção Brasileira campeã no Japão em 2022 (Foto - Divulgação / CBF)
Seleção Brasileira campeã no Japão em 2022 (Foto - Divulgação / CBF)

No dia 30 de junho de 2002, a Seleção Brasileira bateu a Alemanha no estádio de Yokohama, no Japão, e se tornou o único país a ter vencido cinco vezes o campeonato mundial de futebol. Teve gol de Ronaldo na decisão contra a Alemanha, Rivaldo brilhando contra a Bélgica, Ronaldinho Gaúcho fazendo mágica diante da Inglaterra e o Imirante.com contou toda essa saga campeã do time nacional.

Título inédito no vôlei 

Brasil fez história no vôlei masculino com título mundial em 2002
Brasil fez história no vôlei masculino com título mundial em 2002

Mas o ano de 2002 não foi bom apenas para o futebol. Em um jogo emocionante, no dia 14 de outubro, a Seleção Brasileira masculina de vôlei derrotou a Rússia por 3 sets a 2 em Buenos Aires e conquistou o inédito título mundial na modalidade. Após marcar o 14º ponto no quinto set com uma cortada, o reserva Giovane foi para o saque e conseguiu um 'ace', fechando o placar para o Brasil – e tudo foi registrado pelo maior portal de notícias do Maranhão.

2003

Maranhenses ouro no Pan 

Maranhenses
Maranhenses "dourados" no Pan de Santo Domingo, na República Dominicana

Ano de 2003 foi dourado para o handebol brasileiro e dois maranhenses brilharam com as camisas do time nacional, no masculino e no feminino. A Seleção Brasileira masculina de handebol conquistou o ouro e, de quebra, a vaga para as Olimpíadas de Atenas, e o maranhense Winglitton Rocha Barros, o China, fez parte da campanha. O armador maranhense, de 29 anos à época, participou da campanha e disputou todos os jogos da equipe brasileira. No time feminino, a armadora Sílvia Helena também foi ouro e com direito a vaga nos Jogos Olímpicos. 

2004 

Iziane “debuta” nos Jogos Olímpicos 

Iziane disputou duas Olímpiadas, Atenas (2004) e Rio (2016) (Foto-Divulgação/COB)
Iziane disputou duas Olímpiadas, Atenas (2004) e Rio (2016) (Foto-Divulgação/COB)

No dia 13 de outubro de 2004 foi dada a abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Atenas, na Grécia, e o Imirante.com fez uma cobertura especial, até porque na Seleção Brasileira de basquete feminino uma maranhense era uma das estrelas da equipe. A ala Iziane, ao lado da também ala, Sílvia, e da pivô Érika, debutavam em uma Olimpíada. Na fase de grupos, Iziane foi o grande destaque do Brasil no triunfo sobre a Nigéria, por 82 a 63.

A Seleção Brasileira terminou na 4ª posição em uma campanha histórica, tudo registrado pelo Imi.

2005 

Nasce o Troféu Mirante 

Em 2005 nascia o Troféu Mirante, maior premiação esportiva do Maranhão
Em 2005 nascia o Troféu Mirante, maior premiação esportiva do Maranhão

O ano de 2005 foi marcado no esporte do Maranhão pela criação do Troféu Mirante, maior premiação do esporte maranhense desde então. Atletas, representantes das federações, pais, jornalistas esportivos e autoridades do esporte amador prestigiaram a cerimônia de premiação da 1ª edição do evento, que ocorreu no dia 21 de dezembro, no auditório Zenira Fiquene, na Faculdade Fama, no Turu.

Na oportunidade, o Troféu Mirante premiou 17 modalidades esportivas e cada federação indicou os três atletas de maior destaque em 2005. A votação ocorreu através de cupons do jornal O Estado do Maranhão e pelo site Imirante.com . Cerca de 51 mil pessoas participaram da votação popular, que ocorreu entre os dia 02 e 18 de dezembro.

O melhor atleta de cada modalidade foi escolhido por um júri oficial constituído por 17 jornalistas e radialistas especializados em esportes, todos do Sistema Mirante de Comunicação, envolvendo jornal, rádio, televisão e portal Imirante.com.

2006 

Itália tricampeã improvável na Copa 

Itália foi tetracampeã do mundial em 2006 na Alemanha (Foto-Divulgação/FIFA)
Itália foi tetracampeã do mundial em 2006 na Alemanha (Foto-Divulgação/FIFA)

Ano de Copa do Mundo de futebol sempre é especial para o esporte e 2006 não foi diferente. A Copa da Alemanha teve cobertura total da equipe de esporte do Imirante.com, que noticiou no dia 7 de julho o tricampeonato da Itália. A Azurra venceu a França por 5 a 3 nos pênaltis, em um domingo, em Berlim, depois de 1 a 1 no tempo normal e nenhum gol na prorrogação.

Os italianos conseguiram provocar um fim de carreira melancólico do francês Zidane, expulso na prorrogação por agredir Materazzi com uma cabeçada no peito. Tudo isso foi publicado na capa do portal.

2007

13º título do Maranhão Atlético no Estadual 

MAC ganha o Campeonato Maranhense diante do Imperatriz
MAC ganha o Campeonato Maranhense diante do Imperatriz

O Maranhão Atlético conquistou seu 13º troféu do Campeonato Maranhense no dia 21 de dezembro de 2006. A decisão foi diante do Imperatriz. O MAC entrou em campo podendo perder por até um gol de diferença que mesmo assim seria campeão e perdeu por 2 x 1. Na primeira partida decisiva, o Bode havia vencido no Frei Epifânio D'Abadia por 1 a 0 e, com essa soma ficou com o caneco. Tudo foi registrado pelo portal. 

Marta melhor do mundo 

Marta foi a melhor do mundo em 2007 e acumulou mais cinco títulos
Marta foi a melhor do mundo em 2007 e acumulou mais cinco títulos

O ano de 2007 foi marcado também na editoria de esportes do Imirante.com pela cobertura do segundo tútulo de melhor jogadora do planeta para a “Rainha Marta”. Com 21 anos, a camisa 10 da Seleção Brasileira de futebol feminino foi eleita pela Fifa a melhor jogadora do mundo no dia 17 de dezembro, que era atleta do Umea, da Suécia. O anúncio da Fifa foi feito no Zurich Opera House, na Suíça, e o Imirante.com cobriu e divulgou todos os vencedores da premiação.

2008 

Olimpíadas modernas e mulheres em Pequim 

Brasil bateu seu recorde de participantes mulheres em Pequim
Brasil bateu seu recorde de participantes mulheres em Pequim

O ano de 2008 abriu uma nova era para os esportes olímpicos com as Olimpíadas de Pequim, quando a China apresentou ginásios ultramodernos e o Brasil bateu seu recorde de participantes mulheres em uma Olimpíada, abrindo também novos rumos sociais no mundo esportivo. Essa notícia foi publicada pelo Imirante.com. No dia 1º de julho, o portal noticiou que 127 atletas estariam em Pequim, m um recorde brasileiro. O recorde anterior era dos Jogos de Atenas, em 2004, quando o país levou 122 mulheres ao evento.

Maranhenses na China 

Quatro atletas maranhenses estavam em Pequim
Quatro atletas maranhenses estavam em Pequim

Sempre focado nas notícias nacionais e internacionais – mais com uma “lupa” no que envolve o esporte maranhense –, o Imirante.com acompanhou também os esportistas maranhenses em Pequim. A delegação brasileira nas Olimpíadas de Pequim foi composta por 277 atletas, a maior da história do país em jogos olímpicos. Destes, quatro haviam nascido no Maranhão: a armadora Ana Paula e a ponta Sílvia Helena Araújo Pinheiro (handebol), José Carlos Gomes Moreira "Codó" (atletismo) e Tânia Maranhão (futebol feminino).

2009

Maranhenses na São Silvestre

Cinquenta e dois atletas do Maranhão foram para a São Silvestre
Cinquenta e dois atletas do Maranhão foram para a São Silvestre

A 85ª edição da tradicional Corrida de São Silvestre, em 2009, foi marcado no esporte maranhense pela grande quantidade de participantes de corredores do estado no evento em São Paulo. Em reportagem publicada no dia 29 de dezembro daquele ano, o Imirante Esporte anunciava que 52 atletas do Maranhão tinham confirmado presença na maratona.

“Dos 52 maranhenses que estão garantidos na prova, três em especial conseguiram a vaga com muito esforço. Os trabalhadores foram classificados nas duas seletivas realizadas pelo Sesi-MA durante o ano. A primeira prova seletiva foi a Corrida do Trabalhador, que aconteceu em maio e a segunda foi a Corrida do Carteiro, que foi realizada no mês de agosto”, diz trecho da reportagem.

Márcio Araújo no Palmeiras 

Imirante Esporte noticiou ida de Márcio Araújo para o Palmeiras
Imirante Esporte noticiou ida de Márcio Araújo para o Palmeiras

Sempre acompanhando os atletas que nasceram no Maranhão, o Imirante.com veiculou no dia 24 de dezembro de 2009 que o volante Márcio Araújo, que é maranhense, acertava sua transferência para o time do Palmeiras após fazer sucesso no futebol mineiro.

A transferência foi cercada de polêmicas, mas acabou com um final feliz para o atleta e para o Palmeiras.

“Para ficar com o jogador, o clube paulistano desembolsará a quantia de R$ 2 milhões, referente à multa rescisória, ao Tombense (MG) e ficará com 100% dos seus direitos econômicos”, diz parte do texto. 

2010 

Sampaio encerra “seca” de títulos no Estadual 

No dia 28 de novembro o Tricolor vencia o IAPE e garantiria a sua 29ª taça do Estadual (Foto- Divulgação / Sampaio Corrêa)
No dia 28 de novembro o Tricolor vencia o IAPE e garantiria a sua 29ª taça do Estadual (Foto- Divulgação / Sampaio Corrêa)

Em 2010 o maior campeão do futebol maranhense voltava a vencer um Campeonato Estadual e o Imirante Esporte contou essa história. No dia 28 de novembro a Bolívia Querida vencia o IAPE por 2 x 0 e garantiria a sua 29ª taça no Campeonato Maranhense. Jogadores como Léo e Diones, Tiago Miracema e Wescley, treinados por Sandow Feques, levantaram o troféu no estádio Nhozinho Santos. 

2011

Rainha Hortência em São Luís 

Maranhão Basquete estrou na LBF com presença de Hortência
Maranhão Basquete estrou na LBF com presença de Hortência

O Maranhão Basquete, equipe que abriu caminho para o surgimento do multicampeão Sampaio Basquete, estreava na Liga de Basquete Feminino (LBF) em 2011, com a presença da “Rainha Hortência” na quadra. O Imirante Esporte acompanhou esse evento marcante para o basquete. Na época, Hortência era diretora técnica da Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB) . 

Corinthians é campeão brasileiro

Em um campeonato marcado pelo equilíbrio técnico, venceu quem foi mais regular. Líder em 27 das 38 rodadas, o Corinthians teve de esperar até o último jogo para celebrar seu quinto título brasileiro em 2011. Com o arquirrival Palmeiras disposto a estragar qualquer comemoração, o Timão lutou para superar o nervosismo, empatar por 0 a 0 e voltar a ser campeão nacional depois de seis anos.

2012 

Ano “dourado” para o Sampaio 

No dia 21de outubro de 2012 o Sampaio conquistava a Série D
No dia 21de outubro de 2012 o Sampaio conquistava a Série D

O ano de 2012 ficou marcado na história do Sampaio Corrêa como o início de uma arrancada no futebol nacional. No dia 21de outubro daquele ano, a Bolívia Querida batia o Crac-GO por 2 a 0, em um estádio Castelão com cerca de 40 mil pessoas nas arquibancadas, e conquistava de forma invicta o Campeonato Brasileiro da Série D.  Eloir e Pimentinha fizeram os gols que garantiram o caneco e o Imirante Esporte narrou também esse momento histórico

Com esse resultado, o Sampaio conquistou seu terceiro título nacional, sendo que pela segunda vez sem perder um jogo sequer.

Brasil bate recorde nas paralimpíadas 

Brasil conquistou 21 medalhas de ouro, 14 de prata e 8 de bronze em campanha histórica.
Brasil conquistou 21 medalhas de ouro, 14 de prata e 8 de bronze em campanha histórica.

Os Jogos Olímpicos de Londres também marcaram o ano de 2012 e nas Paralimpíadas a delegação brasileira quebrava sua melhor marca nos jogos. Foram 21 medalhas de ouro, 14 de prata e 8 de bronze (43 no total) em uma campanha histórica.

Com esse desempenho, a equipe brasileira cumpriu a meta determinada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, de ficar entre os sete primeiros colocados no quadro geral de medalhas. Atletas como Daniel Dias, que obteve o recorde brasileiro nos Jogos, ao ganhar seis ouros em provas de natação, e André Brasil, que faturou três ouros e duas pratas nas piscinas, foram fundamentais para alcançar esse resultado.

2013

Maranhense brilha no Mundial de handebol 

Maranhense Ana Paula (d) é campeã mundial de handebol (Foto-Divulgação / CBHb)
Maranhense Ana Paula (d) é campeã mundial de handebol (Foto-Divulgação / CBHb)

Já com experiências em Jogos Olímpicos, a armadora maranhense Ana Paulo foi o destaque da campanha do primeiro título mundial da Seleção Brasileira de handebol, em 2013. Em dezembro daquele ano, o time nacional superou a Sérvia, 22 a 20, em uma final eletrizante. Antes do Brasil, a Coreia do Sul era o único time de fora da Europa a conquistar o Mundial. Em 1995, as asiáticas venceram a edição do torneio disputado na Áustria e na Hungria.

A trajetória do título inédito teve boas participações de Alexandra, Fernanda e Ana Paula, no ataque, e da goleira Babi. Aquele time foi comandado pelo dinamarquês Morten Soubak.

2014 

Tetra da Alemanha no Maracanã 

Alemanha conquistou seu tetracampeonato em 2014, no Brasil
Alemanha conquistou seu tetracampeonato em 2014, no Brasil

Apesar do capítulo triste para a Seleção Brasileira – a derrota por 7 x 1 para a Alemanha –, a Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, foi marcada por jogos memoráveis e terminou com o tetracampeonato dos alemães, que bateram a Argentina na decisão.

No dia 13 de julho, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, os alemães bateram a equipe de Messi por 1 x 0, com gol do meia Gotze. Campeã em 1954, 1974, 1990 e agora 2014, a Alemanha chegou à quarta conquista em com uma campanha marcada por um futebol vistoso e o Imirante Esporte noticiou esse fato histórico para o futebol mundial.

2015 

Maranhão no alto do pódio dos Sertões 

Marcelo Medeiros venceu pela segunda vez a categoria dos quadriciclos no Rally dos Sertões
Marcelo Medeiros venceu pela segunda vez a categoria dos quadriciclos no Rally dos Sertões

Em agosto de 2015 o piloto maranhense multicampeão Marcelo Medeiros venceu pela segunda vez a categoria dos quadriciclos no Rally dos Sertões. O piloto da Taguatur Racing confirmou o favoritismo na categoria ao vencer seis das sete etapas realizadas na 23ª edição da prova. “Estou feliz por ter completado o Sertões, porque é um rali muito difícil. Foram sete dias longos, estressantes. Então, o fato de completar é maravilhoso e ainda ser campeão, não tem explicação”, disse Medeiros, bicampeão (2012 e 2015) do Rally dos Sertões, e o Imirante.com noticiou.

Rafael Leitão campeão no xadrez

Rafael Leitão é heptacampeão brasileiro em janeiro de 2015
Rafael Leitão é heptacampeão brasileiro em janeiro de 2015

O ano de 2015 não ficou marcado para o esporte maranhense apenas no automobilismo. No xadrez, Rafael Leitão foi heptacampeão brasileiro em janeiro ao terminar a competição de forma invicta em João Pessoa (PB). O maranhense cedeu apenas três empates, venceu os outros oito jogos e conquistou, de forma invicta e isolada, o Campeonato Brasileiro de Xadrez, pela sétima vez na carreira. 

2016

1º ouro olímpico no futebol 

Brasil, com Neymar em campo, bateu a Alemanha nos pênaltis na final (Foto-Divulgação/Rio 16)
Brasil, com Neymar em campo, bateu a Alemanha nos pênaltis na final (Foto-Divulgação/Rio 16)

Os Jogos Olímpicos do Rio foram marcados por grandes conquistas, mas para o esporte brasileiro o que ficou marcado mesmo foi o primeiro ouro no futebol. Em partida disputada no Maracanã, o time comandado por Neymar bateu a Alemanha nos pênaltis, por 5 x 4.

Com o resultado, a Seleção Brasileira somou seu primeiro ouro nos Jogos Olímpicos, em qualquer uma das modalidades do futebol. A busca ocorria principalmente após as derrotas na década de 80, além do 2 a 1 sofrido para o México em Londres, quatro anos atrás. Foi também o sexto ouro do país nesta edição.

Papão maior do estado 

Moto Club conquistou acesso em ano vitorioso (Foto-Divulgação / Moto Club)
Moto Club conquistou acesso em ano vitorioso (Foto-Divulgação / Moto Club)

O ano de 2016 foi bastante vitorioso para o Moto Club. Além de conquistar mais um título no Campeonato Maranhense, o Papão garantiu seu acesso à Série C do Campeonato Brasileiro. No dia 4 de novembro a equipe rubro-negra bateu o Atlético Acreano, por 2 x 1, no Estádio Florestão, em Rio Branco (AC), e garantiu o tão sonhado acesso à Série C de 2017.

Depois de empatar a primeira partida das quartas de final por 2 a 2, em São Luís, o Moto Club precisava de uma vitória sobre o Atlético Acreano no lotado Florestão, onde o Galo Carijó não perdia há três anos.

2017 

Incentivo ao esporte e passeio ciclístico 

Público estimado foi de 500 pessoas nesta edição de 2017 do Pedala São Luís
Público estimado foi de 500 pessoas nesta edição de 2017 do Pedala São Luís

Com o Grupo Mirante sempre incentivando a prática esportiva, em 2017 foi realizada mais uma edição do passeio ciclístico Pedala São Luís. O evento, que ocorreu na avenida Litorânea, foi em alusão ao Outubro Rosa, alertando todos para a importância da prevenção do câncer de mama. O 5º Passeio Ciclístico Pedala São Luís teve um percurso de 12 km, pela avenida Litorânea, com saída e chegada do Golden Shopping, na Avenida Avicênia, no Calhau. O público estimado foi de 500 pessoas. E  como todas edições do Pedala São Luís, na concentração do evento foi montada uma estrutura para oferecer todo o suporte necessário aos participantes: hidratação, kits de frutas, atendimento médico, aulão de ginástica, bicicletário e oficina. Como não poderia ser diferente, o portal Imirante.com fez uma cobertura completa do evento.

2018 

Medalha olímpica para o Maranhão 

Em 2018, velocista maranhense José Carlos Gomes Moreira, o Codó, foi confirmado como medalhista (Foto-Divulgação/COB)
Em 2018, velocista maranhense José Carlos Gomes Moreira, o Codó, foi confirmado como medalhista (Foto-Divulgação/COB)

O ano de 2018 marcou bastante o esporte do Maranhão por conta de uma reviravolta ainda dos jogos Olímpicos de Pequim, em 2008. É que apenas em dezembro de 2018, o velocista maranhense José Carlos Gomes Moreira, o Codó, foi confirmado como medalhista de bronze no revezamento masculino 4x100m rasos, após desclassificação da Jamaica por doping. Com a decisão do COI, Codó se tornou o segundo maranhense na história a subir em um pódio olímpico. Antes do velocista, a zagueira Tânia Maranhão havia faturado duas pratas no futebol feminino em Atenas-2004 e Pequim-2008. Em entrevista ao Imirante Esporte em janeiro de 2017, pouco depois da primeira decisão do Comitê, Codó lamentou a demora na confirmação da medalha. “Não é um peso, é um alívio porque é o objetivo de todo atleta. O peso é quando você não conquista algo que você almeja. Então, o peso já foi tirado e agora vem a tranquilidade”.

2019

Em final eletrizante, Imperatriz é campeão estadual 

No dia 13 de abril de 2019 o Imperatriz se sagrou campeão do Campeonato Maranhense
No dia 13 de abril de 2019 o Imperatriz se sagrou campeão do Campeonato Maranhense

No dia 13 de abril de 2019 o Imperatriz se sagrou campeão do Campeonato Maranhense, diante do Moto Club, em pleno Castelão, com um gol aos 47 do segundo tempo. Essa foi a terceira vez que Moto e Imperatriz se enfrentaram na final do Campeonato Maranhense, em 2005 e 2018, sendo essa a segunda que o Cavalo de Aço venceu. A torcida do Cavalo de Aço fez festa, mesmo longe de casa, e os motenses lamentaram a derrota após uma grande festa.

Liverpool frustra sonho rubro-negro

Nos últimos dias do ano – em 21 de dezembro de 2019 –, o Flamengo via seu sonho de ser bicampeão mundial de clubes com o gol do brasileiro Firmino para o Liverpool, em decisão realizada Doha (Catar). Com este triunfo, o Liverpool, de certa forma, devolvu a derrota de dezembro de 1981, quando a taça ficou com um Flamengo que, comandado pelo craque Zico, venceu por 3 a 0 no estádio Nacional de Tóquio.

2020 

Pandemia para o mundo e os esportes 

Pandemia da Covid-19 adiou Jogos Olímpicos de Tóquio
Pandemia da Covid-19 adiou Jogos Olímpicos de Tóquio

Apenas as Guerras Mundiais já haviam impedido a realização de Jogos Olímpicos na história do esporte, mas em 2020 a Covid-19 conseguiu esse feito. A gripe surgida na China foi a principal responsável para que o maior evento esportivo mundial mudasse seu planejamento e fosse adiado em 2020. Os organizadores dos Jogos de Tóquio passaram algumas semanas minimizando os impactos que o evento poderia sofrer pela Covid-19. Até que, em 24 de março – 13 dias após a declaração de pandemia pela OMS e a exatos quatro meses do que deveria ser a cerimônia de abertura -, o então premiê japonês Shinzo Abe anunciou um acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para adiar o início dos Jogos em um ano. Dias depois, o Imirante.com publicou reportagem com premiê japonês apostando que em 2021 os jogos seriam realizados, e foram.

2021

Fadinha faz história em Tóquio 

Rayssa Leal, a Fadinha, fez história no Japão (Foto-Divulgação/COB)
Rayssa Leal, a Fadinha, fez história no Japão (Foto-Divulgação/COB)

Se os Jogos Olímpicos de Tóquio foram adiados por causa da pandemia, com certeza as emoções foram guardadas para o ano seguinte, e para o Maranhão principalmente. Na madrugada da segunda-feira (26), no Parque de Esportes Urbanos de Ariake, a maranhense Rayssa Leal, de apenas 13 anos, deu um show, faturando a medalha de prata na disputa do skate street feminino. A Fadinha, que nasceu em Imperatriz, se tornou a atleta brasileira mais jovem a subir ao pódio em mais de 100 anos de participação do país no maior evento multiesportivo do mundo.

2022

Sampaio Basquete domina a LBF 

Neste ano de 2022  o Sampaio Basquete conquistou o tri na na Liga de Basquete Feminino
Neste ano de 2022  o Sampaio Basquete conquistou o tri na na Liga de Basquete Feminino

O ano de 2022 é ano de Copa do Mundo, mas o destaque nesta retrospectiva do 22º aniversário do Imirante.com não poderia deixar de ser o tricampeonato do Sampaio Basquete na Liga de Basquete Feminino (LBF). No dia 20 de agosto, o time comandado por Rodrigo Galego bateu o Vera Cruz Campinas e fez 3 x 0 na final da competição nacional.

Esse título da temporada 2022 foi o terceiro do Sampaio Basquete na LBF. O primeiro havia sido ainda em 2015, diante do Corinthians. Em 2018, o Sampaio enfrentou o Vera Cruz Campinas no primeiro encontro das equipes em uma final, o time do interior de São Paulo levou a melhor, com um 3 x 2. Porém, em 2019, o Sampaio voltou a encontrar as rivais na decisão, e venceu por 3 x 0, assim como neste ano de 2022. Todas essas histórias foram devidamente narradas pela equipe do Portal Imirante.com. 

*Por causa de problemas técnicos, os dois primeiros anos de existência do portal, 2000 e 2001, tiveram alguns dos seus arquivos perdidos. 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 

 



 



 



 



 



 


 


 


 


 


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.