Entrevista no Bom Dia

De volta ao Sampaio Corrêa, Paulo Sérgio fala da sua relação com o clube

Zagueiro, que já tem nove anos entre idas e vindas no Tricolor, é o novo reforço da equipe.

Imirante Esporte

- Atualizada em 08/08/2022 às 12h55
Apresentador Afonso Diniz e o zagueiro Paulo Sérgio
Apresentador Afonso Diniz e o zagueiro Paulo Sérgio (TV Mirante)

SÃO LUÍS – Personagem icônico da história recente do Sampaio Corrêa, o zagueiro Paulo Sérgio retorna ao clube para a disputa do restante da temporada após a saída de Nilson Jr. Autor de um gol fundamental no acesso da Bolívia Querida em 2013, o defensor foi entrevistado no jornal Bom Dia Mirante desta segunda-feira (8) e falou um pouco sobre os seus quase 10 anos, entre idas e vinda, com a camisa do Tricolor.

Paulo Sérgio, 33 anos, estava no Manaus e agora volta para vestir mais uma vez a camisa do Sampaio. Ele falou sobre esse retorno. “Quando recebi o convite eu tinha outras propostas, mas voltar pra minha casa, pra onde tenho três acessos e onde fui feliz... Não pensei duas vezes. Graças a Deus acertei e estou de volta a Bolívia Querida”, disse o defensor, que estava na disputa da Série C.

Paulo Sérgio lembrou ainda do gol histórico, marcado contra o Fortaleza, que levou o Sampaio Corrêa para o mata-mata do acesso da Série C, em 2013. “Ali a gente sabia da dificuldade que ia enfrentar. Foi uma emoção muito grande. O Toti acertou um balaço e eu botei o coco (risos). Mas eu falei no vestiário que era pra acreditar! Acreditar que a gente ia reverter. Foi um gol e um ano marcante o de 2013”, lembrou o atleta, que ainda não faz sua reestreia com a camisa tricolor nesta terça-feira (9), quando o Sampaio enfrenta o Bahia.

O zagueiro lembrou, ainda, da grave lesão que sofreu em 2014, em uma partida contra o Boa Esporte, pela Série B. “Foi um momento que eu só falava que acabou minha vida. O Jonas falou que ouviu o estralo do meio-campo. E não foi falta, foi um lance normal, de infelicidade de um giro que sempre fazia. Na hora passa um turbilhão de emoções. Eu só falava acabou, lembrava do passado... Mas graças à Deus tinha que passar por isso para valorizar algumas coisas da minha vida. Superei e hoje estou aqui de volta”,contou.

Paulo fez ainda uma análise sobre o atual momento do Sampaio nesta temporada. “A campanha é muito boa. Um dos melhores mandantes junto com o Cruzeiro. Infelizmente quando a gente tá jogando fora não tem pontuado, mas já trouxemos um ponto agora contra o Brusque e vamos buscar uma regularidade, pois tenho certeza que dar pra buscar mais e quem sabe brigar no G-4”, afirmou.

Ainda sem Paulo Sérgio, p Sampaio recebe o vice-líder Bahia, nesta terça-feira (9), às 21h30, no estádio Castelão, em São Luís, pela 23ª rodada da competição.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.