Série D

Em tarde ruim, Moto Club perde por 2 x 0 para o Tocantinópolis

Papão não foi bem no jogo, marcado por gramado ruim e nível técnico baixo.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 14/05/2022 às 19h31
Tocantinópolis e Moto Club duelaram no estádio Ribeirão
Tocantinópolis e Moto Club duelaram no estádio Ribeirão (Hiago Ferreira / Moto Club)

TOCANTINÓPOLIS – Embalado na Série D, em busca da sua quarta vitória seguida, o Moto Club foi até o interior do Piauí, na tarde deste sábado (14), e, debaixo de um forte sol, com um gramado ruim, e pouca inspiração foi superado, por 2 x 0, pelo Tocantinópolis. Mesmo com um jogador a mais durante grande parte do segundo tempo, o Papão viu Everson Bilau e Debu marcarem no Estádio Ribeirão. 

Papão ainda é líder, por enquanto 

 Mesmo com esse tropeço em Tocantins, o Moto Club segue na liderança do Grupo 2 da Série D, com nove pontos, pelo menos, até domingo (15). É que o vice-líder Fluminense (PI), que tem oito pontos, enfrenta o 4 de Julho e pode assumir a ponta em caso de vitória. 

Jogão na próxima rodada em São Luís

Na 6ª rodada do Grupo 2 da Série D o Moto Club recebe o Fluminense (PI), em São Luís, em duelo que pode definir a liderança da chave. Esse confronto está marcado para o próximo domingo (22), às 17h, no estádio Nhozinho Santos. 

Gramado ruim, sol e Moto mal 

Com um sol escaldante no interior do Piauí e um gramado muito ruim, cheio de buracos no Estádio Ribeirão, a partida não teve praticamente nenhuma emoção até os seus primeiros 15 minutos. O Moto Club, mesmo fora de casa, mostrava mais qualidade com a bola e o Tocantinópolis se defendia e “picotava” o duelo para diminuir a pressão. 

Quando a partida seguia sem graça, e a torcida do time da casa já estava desanimada, Alan Maia fez uma boa jogada pela esquerda, e, com um vacilo da defesa, o baixinho Everson Bilau meteu a cabeça para abrir o placar: 1 x 0 para o Tocantinópolis. 

Aos 36 o Moto Club chegou em busca do empate. Carioca fez um bom cruzamento para Enzzo, que perdeu a oportunidade ao finalizar. Chegou bem o Papão. E o time maranhense chegou novamente aos 38: Cleitinho mandou um bom chute na direção do gol e Jeferson fez uma boa defesa. 

No fim deste primeiro tempo Pedro Dias ainda arriscou um chute de meia distância, mas a bola foi à esquerda de Rodrigo. Mesmo ganhando, os visitantes terminaram a primeira etapa pressionando. Daí em diante, não aconteceu mais nada até o árbitro apitar para chamar os jogadores para o intervalo. 

Mesmo com um a mais, Moto perde 

Júlio César Nunes botou Oséias e Dagson no ataque do Moto para tentar igualar o placar. Mas, nesta segunda etapa, foi o Tocantinópolis foi o primeiro a chegar. Aos dois minutos, Everson Bilau acertou um toque de calcanhar após cruzamento e assustou o goleiro Rodrigo. 

Aos 12, o Moto se assustou mais uma vez. Bilau puxou contra-ataque, passou para Alan Maia, que cruzou a bola na pequena área e, por, pouco, ninguém chegou para empurrar para o fundo das redes. Lance de muito perigo. 

Aos 20, Dagson recebe um bom cruzamento, mas o goleiro Jeferson segurou e evitou o empate. Em seguida, Pedro Dias fez falta, levou o segundo amarelo, e foi expulso. Papão ficou com um jogador a mais em campo. 

Com um mais, o time maranhense se lançou ao ataque, mas, aos 31 minutos, Debu, que havia entrado no segundo tempo, invadiu a área e bateu firme para ampliar: 2 x 0 para o Tocantinópolis. 

Atrás no marcador, mesmo com bastante tempo com um jogador a mais, o Moto não conseguia diminuir e, aos 45 minutos, quase o terceiro do Tocantinópolis. Jheimy puxa contra-ataque e deu assistência para Debu, que quase fez seu segundo. Sorte do Papão que ele errou o arremate. 

E o jogo terminou mesmo com a segunda derrota do Moto Club nesta Série D: 2 x 0 para o time do interior do Tocantins. 

FICHA TÉCNICA 

TOCANTINÓPOLIS 2 X 0 MOTO CLUB 

Data: 14/05/2022

Local: Estádio Ribeirão 

Árbitro: Marcel Latorraca Ferreira (MT)

Assistentes: Fernando Gomes da Silva e Samuel Smith (TO)

TOCANTINÓPOLIS 

Jeferson, Marcinho, Betão (Dedé), Wanderson e Chico Bala; Pedro Dias, Bidely, Alan Maia (Debu) e Hiltinho (Azul); Bambelo (Jheyme) e Everson Bilau (Tiago Bagagem)

Técnico - Jairo Nascimento 

MOTO CLUB

Rodrigo, Lucas Hulk, Luís Eduardo (A. Cearense), Dedé e Carioca (Caio); Jair (Bruno Henrique), Nailson e Cleitinho (Ozéias); Ronald, Mário Sérgio e Enzzo (Dagson)

Técnico - Júlio César 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.