Pandemia

CBF deve alterar protocolo sanitário e Sampaio Corrêa pode ser afetado

Entidade vai exigir comprovante de vacinação de clubes das séries A e B.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h42
Pimentinha, atacante do Sampaio, em viagem da equipe em 2021
Pimentinha, atacante do Sampaio, em viagem da equipe em 2021 (Divulgação / Sampaio Corrêa )

SÃO LUÍS – Com o crescimento de casos de Covid-19 no Brasil, e o aumento dos diagnósticos da nova variante, a Ômicron, o futebol brasileiro deve ter uma novamente mudanças no seu protocolo sanitário. Segundo o coordenador médico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Jorge Pagura, o documento deve voltar a ser mais rigoroso a partir de fevereiro e a entidade, inclusive, vai solicitar comprovante de vacinação dos 20 clubes que disputam as séries A e B, situação que afeta diretamente o Sampaio Corrêa. Sobre os estaduais, Pagura afirmou que, a princípio, as definições serão pautadas pelas medidas das autoridades locais.

Em entrevista ao jornal O Globo, Jorge Pagura falou sobre a postura da CBF neste momento. “ Estamos analisando os campeonatos europeus e eventos nos Estados Unidos, além de dados dos principais países. Essa nova variante vai exigir adaptações em relação à temporada passada. Nossas exigências devem estar compatíveis com a definição das autoridades sanitárias locais. Estamos também à espera de dados oficiais no Brasil e também a aplicabilidade do novo período de isolamento em relação à Ômicron”.

Nenhum caso de Covid foi anunciado por clubes do Maranhão, mas alguns clubes do país já enfrentam essa nova onde de infecções. No Vasco, seis atletas testaram positivo na reapresentação: Luis Cangá e Matías Galarza foram os primeiros; em seguida, Nenê, Riquelme, Léo Matos e Thiago Rodrigues se juntaram aos companheiros na quarentena, que deve ser de 10 dias. No Botafogo, por enquanto, apenas o lateral Rafael terá de isolar. Ele e mais três funcionários do clube estão com Covid-19.

No fim do ano passado, a CBF divulgou uma atualização do Protocolo de Recomendações para Retorno do Público aos Estádios, cuja principal novidade foi a permissão da presença de torcedores visitantes em estádios que já recebem público.

"A CBF já solicitou que todos os clubes das Séries A e B enviassem a listagem de todos os jogadores e membros da comissão vacinados, quais foram as vacinas e o período, quem testou positivo. Por enquanto, só quem jogou a B que está vivendo isso", explicou o médico do Vasco, Marcos Teixeira.

Segundo o documento divulgado ainda em novembro, a presença dos torcedores visitantes seguirá o mesmo protocolo da torcida local, com a comprovação da vacinação completa para o novo coronavírus (covid-19) e a realização de teste antígeno não reagente.

Esta atualização do protocolo também libera a presença de mascotes das equipes nas partidas e trata da dinâmica da entrada das equipes nos estádios.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter e Instagram e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.