Fadinha e a fama

Rayssa Leal relembra carreira e fala sobre a chegada repentina da fama

Em entrevista, Fadinha conta como começou e relata como é ser famosa.

Eduardo Lindoso / Imirante Esportes

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h13
Rayssa Leal segue nos EUA para a 3ª etapa do Mundial
Rayssa Leal segue nos EUA para a 3ª etapa do Mundial (Arquivo pessoal )

SÃO PAULO – Entre as estrelas do esporte mundial agora definitivamente, a maranhense Rayssa Leal, medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio, virou alvo constante da imprensa, e sua breve trajetória no esporte, curta ainda, mas muito vitoriosa, é motivo de muita curiosidade. Em entrevista ao site da revista Vogue, a maranhense de Imperatriz falou sobre suas conquistas e a fama repentina após o sucesso no Japão e nos títulos recentes em etapas do Circuito Mundial de Skate.

LEIA MAIS

Rayssa Leal permanecerá nos EUA para 3ª etapa do Mundial


"Orgulho de você!", diz Kaká à Rayssa Leal por conquista

A Fadinha relembrou seu início no skate e chegou a falar em “amor à primeira vista. “Um amigo do meu pai que gostava de esportes radicais apareceu um dia, do nada, com um skate. Nunca tinha visto aquilo, mas tentei subir”, contou. “Aí coloquei meus pés, me equilibrei e ele ficou chocado. Foi amor à primeira vista! Meus pais (Lilian e Haroldo) apoiaram e eu nunca mais parei”.

Sobre a fama, atleta de 13 anos revelou que as vezes tem até dificuldades para comer. “Às vezes estou colocando a comida na boca e vem alguém pedir para tirar foto, não era assim antes”, revelou.

Título bem próximo.

Vencedora das duas primeiras etapas do Circuito Mundial de Skate Street, Rayssa Leal é favorita para levar seu primeiro tútulo na competição. A terceira e última etapa da competição será realizada nos dias 13 e 14 deste mês, novamente nos Estados Unidos, desta vez em Jacksonville.

Na primeira etapa do circuito, disputada em Salt Lake City, em Utah, também nos Estados Unidos, Rayssa Leal conquistou o título no feminino, enquanto Gustavo Ribeiro, de Portugal, ficou com o primeiro lugar no masculino. No sábado (30), em Lake Havasu, no Arizona, a maranhense venceu a prova na última tentativa contra a japonesa Momiji Nishiya.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.