Cadê a gelada?

Brasileiro viraliza no Catar com "declaração de amor" à cerveja

Torcedor "driblou" segurança para entrar no estádio com cartaz.

Eduardo Lindoso / Imirante Esporte

- Atualizada em 29/11/2022 às 11h25
Torcedor levou cartaz ao estádio no jogo Brasil e Suíça
Torcedor levou cartaz ao estádio no jogo Brasil e Suíça (Reprodução / Instagram)

SÃO LUÍS – Além das emoções normais que passam os torcedores que acompanham uma Copa do Mundo nos estádios – com o clima entre pessoas de vários países, jogos emocionantes ea festa em geral –, o Mundial do Catar tem um fator a mais: a “saga” para beber uma cerveja, principalmente no caso dos brasileiros. Com as restrições imposta pelo governo catari e acatadas pela FIFA se tornou uma verdadeira aventura tomar aquela “gelada”. E nessa “saga” por cerveja tem de tudo. Nesse cenário, surgiu um brasileiro que virou celebridade no Catar após exibir placa em jogo com a frase “Eu amo cerveja”. 
 

LEIA MAIS 

Em busca de cerveja na Copa, torcedores acabam em mansão de sheik e brincam com leão

Logo do começo da Copa do Mundo no Catar, ficou definido que a cerveja custaria cerca de R$ 73, 00, e cada torcedor teria a oportunidade de comprar apenas quatro copos. Porém, após pressões do governo do país muçulmano tudo mundo e a cerveja passou a ser vendida com ainda mais restrições, apenas em locais específicos. E isso fez os torcedores, principalmente os brasileiros, usarem todo tipo de imaginação para conseguir a boa e velha “cervejinha”.

Teve gente que apelou até para a comoção pública. Na vitória do Brasil sobre a Suíça, um torcedor solitário exibia uma placa com a frase: "Eu amo cerveja", e a imagem viralizou. Depois de virar uma celebridade pela irreverência, o torcedor, o paulistano Clélio Pereira, 36 anos, contou um pouco dessa história em entrevista ao portal UOL. Ele chegou a usar a frase também em inglês no verso do cartaz. 

“ A ideia foi bem antes de proibirem a cerveja, pois sou muito fã de cerveja e sou conhecido pelos meus amigos como bebedor de cerveja. Eu amo cerveja e bebo toda vez que eu posso. É uma carta de amor à cerveja", contou.

Célio contou ainda como fez para entrar com o cartaz no estádio. "Embaçaram um pouco, mas enrolei para o "I love beer" ficar escondido, aí me perguntaram o que significava 'cerveja' e eu dei um 'migué' e disse que era o nome do meu cachorro, aí deixaram entrar", contou o brasileiro.


 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.